Prefeitura e Censipam estudam parceria de monitoramento das chuvas

Foto: Altemar Alcântara / Semcom

A proteção e o desenvolvimento sustentável na Amazônia Legal foram temas do encontro sobre uma parceria entre a Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Social (Semseg), e o Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam), nesta quinta-feira, 25/8, na sede da Defesa Civil Municipal, no bairro Compensa, zona Oeste.

Pela primeira vez, o órgão federal se une ao municipal na capital amazonense. A pauta discutida na visita foi a implementação das estações meteorológicas de superfície que a Prefeitura de Manaus adquiriu e que já está em fase de instalação.

Foto: Altemar Alcântara / Semcom

Ao todo, nove antenas atuarão na prevenção e no monitoramento das chuvas na cidade, especialmente em áreas de risco, o que vai permitir a Defesa Civil antecipar as respostas por meio do Centro de Cooperação da Cidade (CCC), que fará esse acompanhamento em tempo real, e com o Sistema de Proteção da Amazônia, para firmar parceria e compartilhar as informações.

“Estamos fazendo parte de um projeto piloto de monitoramento e previsão de curtíssimo prazo, agora em novembro. Esses dados das estações meteorológicas são de suma importância para nós. Se essa parceria for fechada, será importante tanto para os meteorologistas do centro quanto para a Defesa Civil e, por consequência, a população do município de Manaus”, conta Gustavo Ribeiro, coordenador de Meteorologia do Sipam.

De acordo com o secretário-executivo da Defesa Civil, Fernando Júnior, a expertise de um órgão como o Censipam será fundamental após a instalação das antenas, que irão monitorar não apenas a área urbana, mas principalmente a rural.

“Nós como Defesa Civil de Manaus achamos importante esta parceria junto com o pessoal técnico do Censipam, que estamos implementando, que é o monitoramento tanto hidrológico quanto climatológico da nossa capital, nas áreas urbana e rural. Esta parceria tem essa importância porque faz a inserção do sistema dentro da política nacional de proteção de defesa civil”.

O sistema-piloto deve envolver os três poderes e permitir que o banco de dados com informações exclusivas sobre Manaus possa ser compartilhado também com outras esferas, fazendo não apenas o comparativo de dados, mas podendo prever as próximas ações conjuntas, atuando na prevenção e preparação aos desastres naturais, visando o bem-estar da comunidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui