Projeto ‘Casa do TCE’ é lançado pela prefeitura

Foto: Altemar Alcântara e Ruan Souza / Semcom

Resgatar as raízes presentes no local e impulsionar o turismo e a economia na região central da capital amazonense, esse é o objetivo do projeto “Casa do TCE-AM Século 22” , lançado nesta quinta-feira, 14/10, pela Prefeitura de Manaus, em parceria com o Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM) e empresas parceiras, no Centro Histórico de Manaus. O evento contou com a participação do prefeito David Almeida, que destacou que a ação faz parte do projeto “Nosso Centro”.

“Fico feliz de no início da nossa gestão, eu ter percorrido esse local e visto esse prédio histórico juntamente com o Carlos Valente (titular do Implurb). Ele falava da possibilidade dessa parceria e quero destacar exatamente essa parceria para que nós agora déssemos esse pontapé inicial do resgate histórico que faz parte do projeto denominado Nosso Centro, que visa trazer vida ao centro de Manaus”, enfatizou Almeida.

A Casa do TCE-AM Século 22 será construída no mesmo local onde funcionou a segunda sede da corte de Contas, no complexo do Boothline, na rua Tamandaré, ao lado do porto de Manaus. O local terá uma série de intervenções e atrações turísticas e culturais para a ilha de São Vicente.

Para o chefe do Executivo municipal, é necessário que a população de Manaus possa começar a contemplar a sua maior riqueza: o rio Negro.

“Manaus, infelizmente, é uma cidade que está de costas para aquela que é a sua maior beleza, o rio Negro. É justamente aí que entra esta iniciativa de resgate do prédio Boothline construído ainda na época dos ingleses. Vamos também resgatar, nos próximos três anos, o nosso mirante e marina do centro de Manaus. Ele será integrado a um teleférico saindo de lá do alto do bairro de São Raimundo até o Centro. Além disso, iniciaremos daqui a 10 dias, a recuperação asfáltica da estrada que dá acesso ao parque Encontro das Águas (zona Leste). Todas essas ações vão impulsionar o turismo na cidade”, afirmou o prefeito.

14.10.21 - Lançamento do projeto Casa do TCEPerspectivas

Durante o evento, o ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Augusto Nardes, destacou a iniciativa da Prefeitura de Manaus em restaurar seus prédios históricos, mantendo viva assim, as raízes e a cultura da região Amazônica.

“Fico feliz em ver que esse prefeito jovem, David Almeida, tem a perspectiva de auxiliar e tornar esta cidade uma capital que recupera a sua história e que projeta o futuro de transformação deste continente verde que temos chamado Amazônia. Que mais obras assim possam acontecer e que o mundo veja a riqueza e importância que essa região tem para todos nós”, citou Nardes.

O presidente do TCE-AM, o conselheiro Mario de Mello lembrou que nesse dia 14 de outubro, a corte completa 71 anos. Para ele, nada melhor que manter vivo os detalhes que levaram Manaus a ser chamada de “Paris dos Trópicos”.

“Quando vimos as antigas imagens da cidade toda arborizada, cortada por igarapés limpos, temos vontade de voltar no tempo e impedir que muito daquilo que se perdeu, fosse salvo. Não é possível voltar no tempo. As gerações que nos antecederam, têm as suas responsabilidades, mas nós podemos pagar essa dívida com a história. Temos o dever de encontrar formas saudáveis de tornar úteis, socialmente falando, esses patrimônios que são imateriais. Assim, todos vão contribuir para a construção de um futuro melhor”, concluiu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui