Amazonas Destaques Formal & Informal

PSB de David Almeida conta com Praciano (PT) para o Senado

David Almeida apostou em Praciano e teve que ficar com um vice sem nome e sem base - foto: Google
Redação
Escrito por Redação

Durante a convenção do Partido dos Trabalhadores do Amazonas (PT-AM) deste domingo (5), que decidiu por unanimidade apoiar David Almeida (PSB), como candidato ao governo do Estado do Amazonas, de surpresa a executiva do partido indicou o nome do inexpressivo Jorge Guimarães como a vice na chapa do PSB.

Ficou pendente a indicação de Francisco Praciano ao Senado, que a pedido da direção nacional do PT, foi retirada até resolver o imbróglio da aliança com PCdoB a nível nacional.

David Almeida apostou em Praciano e teve que ficar com um vice sem nome e sem base – foto: Google

No discurso de David Almeida defendeu Praciano como ‘o senador de seus sonhos’. “Respeito muito a deliberação do PT. O Praciano somaria demais como Senador, ficaria muito honrado, feliz e satisfeito que ele estivesse no mesmo palanque comigo”, declarou.

Estratégia

Para o David Almeida (PSB) a aliança com o PT é estratégica e tem que ser maior que a composição formal e pelo tempo de TV. Para ele, essa aliança tem que trazer a militância do partido com sua empolgação, sua base social nos sindicatos e movimentos sociais urbanos e rurais. Por isso, insiste no nome de Praciano para compor a chapa, caso contrário, ficará apenas com o tempo de televisão sem campanha na rua por parte do PT.

PCdoB

O problema é o PCdoB que insiste na tese de manter a Vanessa e tirar o Praciano do páreo, mas com a confirmação da aliança do PT/PSB, ela fica sem espaço. O PSB não aceita a indicação de Vanessa, alegando que sua chapa está completa com o vereador Chico Preto (PMN).

Pela indefinição do PT, o PSB formalizou outro nome para compor a chapa majoritária na vaga de Senador até resolver esse imbróglio político entre PT, PCdoB e PSB.

Ainda na convenção, David Almeida disse que está afinado no discurso com a esquerda, lembrando o “legado” que o governo do PT (Lula e Dilma) deixou no Amazonas. Citou, entre eles, os programas Luz para todos, Minha Casa, Minha Vida, Bolsa Família, Seguro Defeso e a prorrogação da Zona Franca de Manaus por mais 50 anos, entre outros projetos que beneficiaram o povo da capital e do interior do Amazonas.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.