Receita Federal mantém o cronograma das restituições do IRPF

Foto: Reprodução

O secretário da Receita Federal, José Tostes Neto, anunciou que o governo vai manter o cronograma de restituição do Imposto de Renda neste ano mesmo com o adiamento para 30 de junho do prazo de entrega das declarações. Dessa forma, os lotes serão pagos de maio a setembro, conforme estava programado.

Para os contribuintes que já entregaram a declaração, a Receita Federal informa que será atualizada a versão do Programa gerador da Declaração (PGD) e assim será possível a emissão de novo DARF. Aqueles que já agendaram o pagamento das cotas a Receita Federal aceitará o débito, de acordo com os novos prazos de vencimento.

Essas medidas visam contribuir com o esforço governamental de diminuir a propagação do novo Coronavírus, evitando aglomerações de contribuintes tanto no atendimento da Receita, como também nas empresas ou instituições financeiras que fornecem informes de rendimentos e nos escritórios de profissionais e nas entidades que prestam auxílio no preenchimento das declarações. A Receita Federal como órgão essencial ao Estado Brasileiro continua atenta e não hesitará em tomar medidas para atenuar os impactos nefastos do Covid-19.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui