Renault lança picape e anuncia elétrico

Renault Oroch 2023 - Foto: Renault

Coluna Via Digital

Por Lucia Camargo Nunes

A Renault fez dois lançamentos em uma mesma semana. O primeiro foi da Oroch. De olho nas Fiat Strada e Toro, a linha 2023 da picape compacta chega renovada, agora sem o prenome Duster.

Facelift, novo motor e mudanças no antigo são as principais novidades do comercial leve. No visual, as mudanças são discretas. Nova grade e para-choques, lanternas e rodas de 16” são o que diferenciam seu exterior em relação à linha anterior.

Renault Oroch 2023 – Foto: Renault

Por dentro, as alterações foram mais profundas, aproveitando elementos do acabamento já usados nos SUVs Duster e até Captur.

De três versões, a nova topo de linha Outsider é a única com o motor turboflex 1.3 de até 170 cv acoplado à transmissão CVT que simula 8 marchas. As demais contam com o 1.6 de até 120 cv que recebeu novo câmbio manual de 6 marchas – não há opção automática.

De acordo com a Renault, direção e suspensão foram recalibrados. A caçamba recebe entre 650 e 680 kg, conforme a versão, e 683 litros de volume. Os preços vão de R$ 105.800 a R$ 137.100.

Renault Oroch 2023 – Foto: Renault

O popular dos elétricos

Outro lançamento é um passo importante na estratégia de eletrificação da Renault. A marca abriu a pré-venda do Kwid E-tech, versão elétrica do seu modelo de entrada que chega com o cartaz de ser o “elétrico mais acessível” do mercado: R$ 142.990. As entregas começam em agosto.

Desta forma, a marca de origem francesa tira da JAC Motors o elétrico mais em conta: o E-JS1 é vendido por R$ 164.900. Em comum, JAC e Renault elétricos são importados da China. A Renault ainda vende o Zoe, que custa R$ 240 mil.

Kwid E-tech – Foto: Divulgação

De acordo com a Renault, o E-tech possui bateria de 26,8 kWh, com a qual roda 265 km em ciclo misto (cidade-estrada). Só na cidade pode chegar a 298 km de autonomia. Em um posto de carga rápida por 40 minutos, a bateria lhe dá alcance de 190 km. Em uma tomada doméstica pode levar 9 horas.

O motor é especial para o mercado brasileiro: são 65 cv (48 kW) capaz de levá-lo a 130 km/h de velocidade máxima.

Nas contas da Renault, o custo por km rodado é de R$ 1,30, similar ao de um modelo 1.0 com câmbio manual. As três primeiras revisões custarão a metade do valor de um Kwid flex.

Mustang 2022 chega aos 58 anos, em plena forma

Ford Mustang Mach_2022_laranja Delhi – Foto: Ford

A Ford inicia as vendas da linha 2022 do Mustang Mach 1 na semana em que o muscle car americano completa 58 anos.

Lançado em julho de 2021, essa versão praticamente não muda e traz basicamente cinco novas cores perolizadas: cinza Catalunha com faixas pretas e destaque em vermelho, e verde Fuji, laranja Delhi, azul Estoril e roxo Zolder, estas últimas combinando faixas pretas com destaque em branco.

O motorzão é o mesmo: V8 de 5 litros que entrega 483 cv de potência acoplado ao câmbio automático de 10 marchas, além de componentes de performance trazidos dos modelos Bullitt, Shelby GT350 e Shelby GT500.

Os Estados Unidos continuam sendo o maior consumidor do Mustang, com 76% das vendas globais. O Brasil foi um dos mercados com maior crescimento nas vendas do esportivo em 2021, alta de 37,3% (de 354 para 486 unidades). Desde o seu lançamento no Brasil, em 2018, o Mustang soma mais de 2.300 emplacamentos. Nada mal para um modelo que custa R$ 553.180 (o preço pode variar conforme o estado).

Spin 2023 tem 2 novas versões

Chevrolet Spin LTZ – Foto: Chevrolet

Um dos únicos exemplares da espécie sobrevive no mercado e chega à linha 2023. Estamos falando da Chevrolet Spin, um dos raros veículos de passeio que não é SUV, com 7 lugares. A maior novidade é a ampliação de duas configurações – agora são 6 opções.

Além de atender bem a famílias, a Spin é bastante procurada por frotistas e taxistas. De seu total de vendas até março, 1.827 unidades, 81% foram por vendas diretas (1.487).

Para atender a esse público, a GM passa a oferecer a versão LT com 7 lugares, equipada com multimídia MyLink, direção com assistência elétrica, transmissão automática de 6 velocidades, assistente de partida em aclive, controle eletrônico de tração e estabilidade e rodas de alumínio 15 polegadas. Com os 7 bancos, a Spin leva apenas 162 litros no bagageiro.

A outra novidade é o retorno da versão intermediária LTZ, que volta agora em configuração de 5 lugares e espaço de 710 litros no bagageiro até a altura dos bancos. Este espaço é cerca de duas vezes maior que SUVs de comprimento semelhante, o que permite levar até uma cadeira de rodas montada.

Todas as configurações da Spin oferecem mecanismo corrediço na segunda fileira de bancos: a peça pode ser movimentada 50 milímetros para frente ou 60 milímetros para trás para redistribuir melhor os espaços.

Não houve alterações mecânicas: a Chevrolet Spin 2023 mantém o motor 1.8 de até 111 cv com transmissão automática de 6 marchas e a marca ainda promete para os próximos meses o câmbio manual de 6 marchas, que deve agradar ao público frotista.

Confira as versões e preços da Chevrolet Spin 2023:
LS (5 lugares) – R$ 101.290
LT (7 lugares) – R$ 108.000
LTZ (5 lugares) – R$ 109.500
Premier (7 lugares) – R$ 122.450
Activ (5 lugares) – R$ 120.200
Activ (7 lugares) – R$ 124.900

Lucia Camargo Nunes é economista e jornalista especializada no setor automotivo. E-mail: lucia@viadigital.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui