Roberto Cidade confirma emenda de R$ 700 mil a Boa vista do Ramos

Foto: Joel Arthus

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas, deputado Roberto Cidade (PV), esteve neste sábado (27), em Boa Vista do Ramos (distante 270 quilômetros de Manaus), onde participou da inauguração do Centro de Convivência do Idoso. Na ocasião, o parlamentar confirmou a destinação de uma emenda de R$ 700 mil ao município.

“Eu nunca visito um município sem deixar nada. Ano que vem, R$ 700 mil das minhas emendas serão para Boa Vista do Ramos, sendo metade para saúde e metade para o prefeito usar na área em que ele achar que é mais necessário, porque ele é quem conhece as necessidades da população”, afirmou Roberto Cidade, ao elogiar a administração do prefeito Eraldo CB (PSC), que ele considera um dos melhores do interior do Estado.

“O município está crescendo, o prefeito é articulado e vive em busca de melhorias. Eu sou parceiro desse município porque conheço a competência do Eraldo”, completou.

O gestor do município agradeceu o apoio do deputado Roberto Cidade a Boa Vista do Ramos e destacou que o recurso ajudará na recuperação econômica do pós-pandemia do coronavírus. Eraldo CB disse, ainda, que sua gestão está quebrando um paradigma de que em Boa Vista do Ramos nenhum prefeito trabalha no segundo mandato.

“É um momento de gratidão por ter passado pela pandemia com saúde. Quando se tem força de vontade e disposição para trabalhar, a coisa funciona. O deputado Roberto Cidade tem me ajudado muito e nós estamos quebrando a tese de que o prefeito não trabalha no segundo mandato”, disse.

Além da inauguração do Centro de Convivência do Idoso que atenderá 120 pessoas, foram entregues lanchas, ambulâncias e implementos agrícolas à população.

Maués

Na sexta-feira (26), o presidente da Assembleia Legislativa esteve em Maués (distante 257 quilômetros de Manaus) para acompanhar as entregas dos cartões do auxílio estadual, programa social do Governo do Amazonas que destina R$ 150 reais mensais a 300 mil amazonense em situação de extrema pobreza.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui