Rodoviários de Manaus conseguiram manter cobradores e um ‘extra’ para a dupla função

O Sindicato conseguiu manter os empregos da categoria - foto: Gabriel Guimarães

“O acúmulo de função de ‘motorista e cobrador’ é compatível com as atividades do setor e não obriga o empresário de ônibus a pagar salário extra ou bonificação”.

O entendimento é do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e do Superior Tribunal Federal (STJ), que aplicaram uma decisão favorável a companhia de ônibus no Rio de Janeiro, e abre jurisprudência para todos os estados.

No Amazonas, a atuação firme do Sindicato dos Rodoviários no entanto, coloca essa decisão em ‘compasso de espera’, sem muito efeito para o momento.

Com muita luta e determinação da diretoria do Sindicato laboral, os cobradores não perderam os seus empregos e a dupla função também não está sendo aplicada conforme desejavam os donos de empresas de ônibus em Manaus.

Atuação do Sindicato

A manutenção dos cobradores e a dupla função passa pela atuação firme do Sindicato dos Rodoviários, que conseguiu manter mais de 90% dos cobradores com suas funções intocadas.

O presidente da categoria laboral, Givancir de Oliveira, garante que vai terminar o seu mandato com o mesmo número de cobradores trabalhando nas linhas urbanas de Manaus. Ele diz ainda, que a postura solidária do prefeito David Almeida tem contribuído para não tirar os empregos dos rodoviários na capital amazonense.

Mas Givancir lembra que a categoria precisa ter a consciência de luta permanente. “O momento político é difícil. Precisamos fortalecer os nossos representantes políticos, que lutam pela categoria”, lembra ele.

Givancir tem a preocupação de que no Amazonas possa aparecer uma ação que tente impor que as atividades de motorista e cobrador possam ser exercidas pela mesma pessoa. Na ação do RJ, foi negado o pedido de 40% a mais no salário feito pelo motorista.

Salários

Em Manaus, um motorista ganha em torno de R$ 2.553,00 mais R$ 936,00 de cartão e o cobrador R$ 1.266,00 mais R$ 936,00 de cartão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui