Ronda dá “fora” em candidato à presidência dos EUA


Dia após dia Ronda Rousey vem aumentando ainda mais o seu sucesso como atleta de MMA e estrela internacional. Prova disso foi o momento ‘estranho’ em que a loira se envolveu nesta semana com o candidato à presidência dos Estados Unidos, Donald Trump.Em busca de apoio de todas as classes possíveis, o empresário milionário que ficou famoso por apresentar a versão americana de ‘O Aprendiz’ acabou escorregando na autoconfiança e se viu em uma situação que podemos classificar como “constrangedora”.

 
Em entrevista ao canal americano ‘CNN’, o pré-candidato foi questionado sobre se deixaria mulheres também lutarem pelas forças armadas de seu país. Trump não só afirmou que sim, como também tentou usar o exemplo de Ronda para se aproximar da lutadora.

“Vou te dizer algo. Eu sei que algumas mulheres, que apenas – Ronda Rousey, por exemplo, que gosta de mim – eu gostaria de tê-la do meu lado como lutadora”, disse Trump.

Mas parece que o empresário esqueceu de informar a própria Ronda sobre essa admiração toda que ela supostamente sente por ele. Isso porque em outra entrevista concedida algumas semanas atrás também para a CNN, a atleta disse que não votaria em Donald Trump para o cargo mais alto dos Estados Unidos.

“Na verdade, eu não votaria nele (Trump). Não gostaria de ver uma estrela de reality show de TV liderando o meu país”, afirmou a loira.

Donald Trump procura se candidatar pelo partido Republicano. As eleições presidenciais nos Estados Unidos acontecem no início de 2016.

(DOL)

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui