Saques e desespero da era FHC voltaram ao Brasil de Bolsonaro

Caminhão transportando carne é saqueado no Rio de Janeiro - foto: divulgação/montagem

O (des)governo Bolsonaro está trazendo de volta uma realidade que pensávamos estar superada há mais de duas décadas.

A da luta por um prato de comida no dia a dia, está levando cidadãos a terem comportamento de desespero.

Assim como foi nos anos 90 e décadas anteriores do Século passado, o povo começa a saquear caminhões com produtos alimentícios, mais especificamente para o momento, saques em caminhão de transporte de carne.

Voltamos aos tempos do também (des)governo de Fernando Henrique Cardoso (FHC), entre 1995 e 2003, quando comer carne era um luxo para poucos endinheirados do País. Só para os ricos.

O deputado Paulo Pimenta (PT-RS) postou um twitter em que um caminhão de carne é saqueado no Rio de Janeiro. Confira:

Paulo Pimenta

Inflação

Inflação dispara em novembro e reduz poder de compra das famílias. Os alimentos e as bebidas puxaram a inflação para cima e afetaram o bolso das famílias mais pobres, principalmente das que ganham até cinco salários mínimos.

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), calcula que a inflação desse mês de novembro de 2019, foi a maior desde 2015, quando o IPCA ficou em 1,01%”, informa o IBGE. A variação da cesta básica das famílias com renda até cinco salários mínimos, ficou em 0,54% em novembro deste ano.

O INPC acumula inflação de 3,22% no ano e de 3,37% em 12 meses. No acumulado de 12 meses, o INPC também ficou acima do IPCA, que registra 3,27% no período.

Brasileiro recorre ao ovo. Nutricionistas dizem que é saudável e nutritivo – foto: arquivo

Ovo é a solução

Este ano o Brasil deve alcançar pela primeira vez a média de consumo de 230 ovos por pessoa ao ano. Isso é quase o dobro do que era consumido no país há dez anos.

Essa mudança está relacionada ao alto preço das outras proteínas animais, como carne ou frango. A grande demanda da China e dos Emirados Árabes na carne bovina, aumentou o número da exportação brasileira, o que, de acordo com especialistas, tem deixado os preços salgados para o consumidor no Brasil.

Com informações do Blog do Esmael

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui