Sedecti trata sobre viabilidade de Projeto de Resíduos Sólidos no Amazonas

Foto: Divulgação/Sedecti

Um Projeto de Resíduos Sólidos está em discussão para atender municípios no interior do Amazonas, utilizando uma tecnologia que faz o processamento em altas temperaturas. Uma reunião tratou da viabilização do projeto e contou com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), por meio da Secretaria Executiva de Desenvolvimento Econômico (Sedec), na última semana.

A gerente de Comércio Exterior do Departamento de Atração de Investimento e Comércio Exterior (Daice), da Sedec, Natalia Sagaydo, explicou que a reunião foi importante para discutir as potencialidades de utilização da tecnologia apresentada, chamada de pirólise, e poder aplicá-la no interior do Estado, em especial nas localidades com população de até 20 mil habitantes.

“Sabemos que há uma grande necessidade de alternativas à destinação de resíduos sólidos no Estado. Por isso, estamos buscando soluções que estejam de acordo com a legislação, que possam proporcionar uma melhoria na qualidade de vida da população e dar uma solução ambientalmente correta”, explicou.

Após os debates, ficou acertado que a K Tecnologia Ambiental irá apresentar um projeto de instalação de usinas ao Comitê Estadual de Resíduos Sólidos. Também ficou acertado um pedido de reunião com o Banco Mundial, uma vez que o mesmo já teria sinalizado interesse em financiar projetos voltados para a gestão de resíduos sólidos no Amazonas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui