Seminário aborda os caminhos e soluções da ‘Mineração na Amazônia’

Foto: Divulgação

A Secretaria Regional da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência no Amazonas (SBPC-AM) realizou ontem sexta-feira (07), no auditório do Bosque da Ciência, no Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, ao público geral, o evento contou com especialistas no assunto, além de grupos de discussões.

Ciente da Complexidade do debate sobre o tema, o secretário regional adjunto da SBPC no Amazonas, Pedro Rapozo, destacou que esse é o primeiro de uma sério de eventos planejados pela SBPC-AM com o objetivo de estabelecer um diálogo entre a comunidade cientifica, o governo e a sociedade civil.

“Vamos realizar um seminário por mês ao longo deste ano, com algum tema que envolva as questões da Amazônia”, explica. “O tema deste primeiro evento conta com uma pauta atual das políticas econômicas e governamentais e de interesse da sociedade civil. A mineração é uma questão que tem gerado muita discussão e nós, como SBPC, precisamos estabelecer este diálogo apresentando pesquisas realizadas na região”.

O evento funcionou como um fórum aberto e contou com a participação de diferentes instituições, atores, movimentos sociais e pesquisadores convidados, com o objetivo de resgatar experiências passadas, atuais e discutir propostas futuras sobre extração mineral na região e apontar soluções sobre a questão.

O momento para o encontro não poderia ser mais oportuno, uma vez que pauta da mineração está em alta no país, depois que o presidente Jair Bolsonaro encaminhou ao Congresso o projeto de lei que permite a mineração e outros empreendimentos em terras indígenas.

A presença de especialistas foi importante para debater caminhos e formas para utilizar a tecnologia como ferramenta de minorar os impactos da atividade mineradora e potencializar a geração de riquezas econômicas em escalas diversas. Um bom exemplo do uso da tecnologia na busca de alternativas para a atividade da mineração é o processamento de minério a seco que não gera rejeitos e, portanto, não utiliza barragens.

O setor de mineração atravessa um período de grandes desafios, principalmente no que se refere ao desenvolvimento e à adoção de novas tecnologias para redução dos impactos ambientais e diálogos como este são importantes pois apontam caminhos com soluções para temas delicados com a Mineração.

Os desafios apresentados no evento oferecem oportunidades para as empresas do setor de atenderem aos requisitos de sustentabilidade impostos e desenvolver operações cada vez mais eficientes para redução dos impactos ambientais e sociais.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui