Servidores efetivos da CMM começam a receber a primeira parcela da URV

Diretor Financeiro Antonio Santino, reunido com servidores/Foto: Robervaldo Rocha

Diretor Financeiro Antonio Santino, reunido com servidores/Foto: Robervaldo Rocha
Diretor Financeiro Antonio Santino, reunido com servidores/Foto: Robervaldo Rocha

A Câmara Municipal de Manaus, através de sua Diretoria Financeira, começou hoje, sexta-feira (13), a fazer o repasse da primeira parcela da Unidade de Referência de Valor (URV) aos servidores efetivos que integram o quadro de funcionários do legislativo municipal, pagamento que se refere à dívida acumulada desde a implantação do Real, em 1994.

Ao todo, 360 servidores efetivos da ativa estão sendo beneficiados, além de outros 79 aposentados e pensionistas da CMM. A primeira parcela corresponde a aproximadamente R$ 166 mil.

O presidente da CMM, vereador Bosco Saraiva (PSDB) explicou que o pagamento da URV atende a uma determinação judicial e que este ano começou a ser liquidada porque a atual gestão fez a previsão orçamentária de R$ 1 milhão para ser utilizado no repasse da URV devida aos funcionários da Câmara.

“Desde que chegamos aqui no ano passado esse foi um assunto que muito me preocupou pois são valores que os servidores da CMM têm direito só que não tínhamos a previsão orçamentária e por isso ajustamos os gastos e os investimentos da CMM em 2013 com responsabilidade e graças a Deus estamos conseguindo cumprir o que definiu a Justiça. Conforme anunciei ainda no mês de maio, vamos fazer o pagamento deste ano em seis parcelas e hoje estamos liquidando a primeira parcela. Outras cinco serão pagas até novembro”, destacou Bosco Saraiva.

Os valores foram depositados diretamente na conta bancária dos servidores.

O diretor financeiro da CMM, Antônio Santino lembrou que nos casos dos servidores inativos (aposentados e pensionistas) que recebem seus vencimentos pelo Manausprev, os mesmos deverão procurar o Departamento Financeiro da Câmara a fim de tomarem conhecimento dos procedimentos que deverão encaminhar para então receberem os valores devidos. Dúvidas podem ser tiradas também pelo número 3303-2716.

Histórico

O pagamento da URV corresponde a uma ação judicial de 2001, garantida após a derrubada do veto do prefeito à proposta de emenda constitucional, apresentada pelo vereador Luiz Alberto Carijó (PDT). A emenda autorizou o presidente da Casa, Bosco Saraiva, a fazer a transferência R$ 1 milhão de um departamento de “contingência de imprevistos” para o departamento de folha de pessoal. A verba será destinada ao pagamento do acordo firmado entre a administração da CMM e funcionários efetivos.

O pagamento das perdas salariais dos servidores da Câmara na conversão do Real para URV é uma luta antiga dos servidores da Casa Legislativa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui