SESI premia destaques da matemática no Amazonas

Foto: Divulgação

Para despertar o interesse dos estudantes pela matemática e valorizar o aprendizado garantindo mais oportunidades na vida profissional, o Serviço Social da Indústria (SESI Amazonas) premiou nesta quarta-feira, 10, os 87 alunos que se destacaram nas provas da 2ª Olimpíada SESI de Matemática. Ao todo, 1.800 estudantes de escolas públicas e privadas, da capital e do interior, se inscreveram na competição.

No grupo dos 11 alunos da Rede SESI premiados com medalhas ou menção honrosa, a estudante Ágata Picanço, 14, da Escola SESI Dra. Emina Barbosa Mustafa, do bairro São José, em Manaus, mereceu destaque especial na cerimônia por ter recebido pela segunda vez a medalha de ouro na Olimpíada. Incentivada pelos professores do SESI, ela diz que se dedica aos estudos e que gosta mesmo da matemática.

“O meu desempenho é fruto da dedicação que sempre tenho nos estudos e com isso novamente conquistei a medalha de ouro e fiquei muito feliz pelo resultado. Estudei no contraturno das aulas, com os professores do SESI, e trabalhei em cima de questões das provas anteriores, acredito que isso tenha sido o diferencial para minha conquista”, disse ela.

Nos últimos três anos, Ágata tem tido participação assídua nas competições da área, como a própria Olimpíada do SESI, o Concurso Canguru de Matemática Brasil e a Olimpíada Brasileira de Matemática (OBMEP). Ela diz que traz de casa o exemplo para seguir carreira na área.
“Sempre gostei de matemática e minhas notas são muito boas, os professores do SESI me incentivam a continuar investindo nesse meu ‘talento’, e meu pai que também é professor de matemática me auxilia bastante nessa decisão. Ainda não tenho certeza do que vou cursar, porém quero algo ligado à matemática”, ressaltou ela.

Foto: Divulgação

A psicóloga Adriana Picanço, mãe da medalhista de ouro, explica que a filha sempre demonstrou facilidade na área de exatas, porém garante que o resultado satisfatório na competição é fruto de um trabalho conjunto da aluna, da escola e dos pais em casa. “Eu percebo que competições como essa do SESI são um incentivo para todos os alunos que se empenham e se dedicam, o que ajuda muito também nos estudos dentro da sala de aula”, frisou ela.

A aluna Heloísa Kadota, 11, do 6º ano da Escola SESI Dra. Emina Barbosa Mustafa, conquistou a medalha de prata nessa primeira participação na Olimpíada de Matemática e diz que começou a gostar da matéria e desse tipo de competição nas aulas de robótica do SESI e no Torneio First Lego League (FLL). A mãe, Lígia Kadota, presente no evento, diz que ela segue o mesmo caminho que os irmãos e é apoiada pelos pais. “É importante participar e se divertir sempre”.

A Olimpíada SESI de Matemática, criada em 2017, busca despertar o interesse dos alunos por competições construtivas nas mais diversas áreas. Com aumento de mil novos inscritos da primeira para a segunda edição, de acordo com a gerente da Escola SESI Dra. Emina Barbosa Mustafa, Ana Karina Holanda, hoje o evento do SESI se tornou a maior Olimpíada estadual de matemática.

“A ideia do projeto era incentivar as pessoas a participarem de olimpíadas científicas, e você vê que conseguimos esse feito com o número mais do que dobrado de participantes da primeira edição. Muitas escolas aderiram a essa competição, inclusive já nos cobram a próxima edição”, disse Ana Karina que ainda não tem data para a 3ª edição do evento.

Foto: Divulgação

Para o professor da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e coordenador regional da Olimpíada Brasileira de Matemática, Disney Douglas, a Olimpíada do SESI conseguiu congregar vários alunos da comunidade em geral, atingindo escolas não só da rede privada, mas também pública, do interior e da capital.

“As competições, de uma maneira geral, trazem um grande benefício não só para o aluno e a família, mas para o entorno que ele acaba incentivando a participar também. Por isso, a minha dica é se envolver cada vez mais nessas Olimpíadas, porque como um professor meu sempre falou para mim e hoje eu repasso para vocês, quem aprende matemática de verdade, aprende qualquer outra coisa”, ressaltou ele ao discursar para os alunos.

Veja lista dos alunos agraciados das Escolas SESI:

Nível 1 (4º, 5º e 6º ano)

Heloisa Noda Kadota – medalha de prata- Escola SESI Dra. Emina Barbosa Mustafa (Manaus)
Ícaro Costa Albuquerque- medalha de bronze- Escola SESI Padre Francisco Luppino (Parintins)
Jardais Tufic Santos- medalha de bronze- Escola SESI David Nóvoa (Iranduba)
Raina Melissa da Costa Fonseca – menção honrosa- Escola SESI Padre Francisco Luppino (Parintins)

Nível 2 (7º, 8º e 9º)

Ágata Picanço Freire- medalha de ouro- Escola SESI Dra. Emina Barbosa Mustafa (Manaus)
Derick M. Januário de Oliveira- medalha de prata- Escola SESI Dra. Emina Barbosa Mustafa (Manaus)

Andrey Kalel Souza Soares- medalha de bronze- Escola SESI Dra. Emina Barbosa Mustafa (Manaus)
Ayla Greci Braga Ribeiro- medalha de bronze- Escola SESI Padre Francisco Luppino (Parintins)
Christian Joriel Oliveira Braz- menção honrosa- Escola SESI Dra. Emina Barbosa Mustafa (Manaus)

Nível 3 (ensino médio)

Ana Carla de Araújo Fernandes – medalha de bronze- Escola SESI Dra. Emina Barbosa Mustafa (Manaus)

Estevão Brandão Monteiro – menção honrosa – Escola SESI Dra. Emina Barbosa Mustafa (Manaus).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui