Sílvio Costa é homenageado como ‘grande parceiro e apoiador da defensoria pública’

Silvio Costa com o sub-defensor Geral, Antônio Junior, durante sessão especial em homenagem à Defensoria na Aleam - foto: divulgação

Um grande parceiro e apoiador da Defensoria Pública no Estado do Amazonas. Assim o advogado, doutor Sílvio Costa foi definido durante sessão especial em homenagem ao órgão na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), nesta terça-feira (27), em Manaus.

A Defensoria Pública do Amazonas (DPE-AM) recebeu homenagem no plenário da Aleam, pelos 28 anos e existência. Na ocasião, o advogado Sílvio Costa, foi citado como um dos grandes apoiadores da defensoria. As referências foram feitas pelo deputado estadual Platiny Soares (PSL), que presidiu a sessão, e pelo sub defensor público, doutor Antônio Cavalcanti.

Silvio Costa com o sub-defensor Geral, Antônio Junior, durante sessão especial em homenagem à Defensoria na Aleam – foto: divulgação

Durante a sessão de propositura do deputado estadual Sinésio Campos (PT), o defensor contou que ao assumir o cargo, o então Governador do Amazonas e atual senador Omar Aziz, assinou a Lei que criava o fundo de defensoria pública, uma luta dos colegas que já estavam na instituição, o colega advogado Sílvio Costa teve uma importante contribuição.

“Com o apoio de uma pessoa que está presente, doutor Sílvio Costa, que foi durante 10 anos chefe da consultoria jurídica da Casa Civil, nós conseguimos. Quero aproveitar este momento e falar da nossa gratidão institucional por este apoio que o senhor sempre nos proporcionou”, declarou Cavalcanti.

Durante à cerimônia, o presidente da sessão, deputado Platiny, também citou a participação do advogado e a contribuição às questões relacionadas à DPE. “Um grande parceiro nos trabalhos realizados para à defensoria”, afirmou.

Sobre Silvio Costa

Com mais de 30 anos de experiência no serviço público, na capital e interior, Sílvio Costa, atual procurador da Câmara Municipal de Manaus (CMM), lembrou que ao ocupar o cargo de chefe da consultoria técnica legislativa da Casa Civil, foi procurado pelos membros da DPE que pleiteavam um fundo, para que o órgão pudesse arcar com o custos necessários para atuar em Manaus e interior.

“Na época nós elaboramos o projeto de lei, juntamente com os defensores, para que finalmente o órgão tivesse um fundo, cujos investimentos seriam aplicados para a melhoria da instituição. Atualmente, quando o cidadão vai a um cartório registrar um imóvel, fazer uma procuração, ele está contribuindo com à defensoria pública”, destacou o advogado.

Sílvio Costa manifestou ainda que, apesar dos avanços alcançados compreende, apoia e torce para que a Defensoria cresça ainda mais, a exemplo de outras instituições que atuam no Brasil.

Assessoria de Imprensa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui