Sinésio e Sassá se estranham pela presidência do PT no Amazonas

O diretório estadual do PT está sendo uma espécie de tábua de salvação do mandato do deputado estadual Sinésio campos - foto: recorte

Bem antes de saber a data da convenção partidária para a escolha do novo presidente e diretorianos do Partido dos Trabalhadores no Amazonas (PT-AM), o clima nas tendências internas da legenda já esquentou, tanto, que o atual presidente e candidato à reeleição, deputado estadual Sinésio Campos, começou a se movimentar, no sentido de afastar possíveis adversários, no grito.

O primeiro alvo foi o vereador Cícero Custódio (Sassá da Construção Civil), pré-candidato declarado à presidência estadual do PT e dono de um patrimônio estimado em 2 mil filiados, dos quais, 500 conquistados no final do mês de fevereiro, desse ano.

A meta do vereador é chegar às 3 mil filiações ainda em 2019. O feito está incomodando o atual presidente do diretório estadual da legenda, Sinésio Campos, que está se sentindo ameaçado e já mandou recado ao vereador. “Se continuar assim, ele (Sassá), será excluído da tendência ‘Movimento PT’ e terá cargos no diretório tomados de volta”, disse uma fonte do gabinete do deputado.

O diretório estadual do PT está sendo uma espécie de tábua de salvação do mandato do deputado estadual Sinésio campos – foto: recorte

Ou seja, o deputado Sinésio Campos não aceita mais o Sassá na tendência dele e, o vereador Sassá não aceita sair, a não ser que os trabalhadores concordem. Foi o que informou a assessoria de comunicação do vereador.

Sassá tem sua base montada nos canteiros de obra do Sindicato da Construção Civil, onde tem uma média de 30 a 40 mil trabalhadores ativos. “Se o vereador forçar, pode virar o jogo em benefício próprio fácil, fácil”, comenta o assessor de gabinete, Adilson Carvalho.

Os próximos dias podem ser decisivos para apontar os novos rumos para o partido no Amazonas. Ou permanece com o velho modelo de filiados pegos no cabresto, e os cansados e desistentes militantes de 20 anos atrás, mais interessados nos cargos que por ventura possam sobrar ou parte para a formação de uma nova tendência fundamentada no modelo de luta campal, proposto pelo vereador Sassá.

Reunião da CNB

Está acontecendo uma reunião da tendência nacional do PT, Construindo um Novo Brasil (CNB) nesses dias, para discutir se as eleições de 2019 acontecerão pelo Processo de Eleição Direta (PED) ou por escolha dos delegados dentro de uma convocação de Congresso.

Ainda assim, a decisão só vai acontecer depois da reunião do Diretório Nacional da legenda, ainda sem data confirmada. Nesse momento está acontecendo a reunião da CNB pra decidir o que ela vai defender, a eleição de forma direta ou se só a eleição com a escolha dos delegados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui