Tio de menina de 13 anos que mentiu sobre estupro, continua preso em Eirunepé

Delegacia de Polícia de Eirunepé-AM - foto: recuperada

Amanhã (28) vai completar 11 dias que o tio acusado, indevidamente, de estuprar a sua sobrinha de 13 anos na cidade de Eirunepé, Amazonas, (distante 1.160 quilômetros de Manaus), está preso e sem perspectiva de ser solto neste final de semana.

A prisão aconteceu no último dia 18, e o acusado está preso aguardando a ordem judicial de soltura, depois que a jovem desmentiu o caso ao delegado substituto da cidade e a uma psicóloga do serviço público do município.

A família aguarda impaciente o desenrolar do processo – foto: recuperada/recorte

A família do senhor de 38 anos acredita que ele possa sair neste final de semana, pois já não se justifica a sua detenção, uma vez que a garota confessou ao próprio delegado que estava tentando ocultar o seu namorado de 16 anos, para que o rapaz não respondesse pelo crime.

Bilhete enviado pela família para explicar o caso – foto: reprodução

Entretanto, o advogado de defesa confirmou à família do senhor de 38 anos que, “de certeza, a família deve esperar a soltura só depois de segunda feira para a frente”. Ele acredita que o promotor de justiça do município vai passar mais ou menos uma semana para referendar a confissão da garota ao delegado e, o juiz Jean Carlos Pimentel dos Santos, da Vara Única da Comarca de Eirunepé, que está fora do município, talvez vai expedir a ordem de soltura pelo sistema eletrônico do Tribunal de Justiça e pode demorar mais do que a família deseja.

O suposto crime

De acordo com o escrivão de polícia Antônio Sena, que está respondendo interinamente pela DEP, o suposto crime ocorreu no início de 2021, mas para as equipes policiais a menina de 13 anos só denunciou a ocorrência no final de dezembro, com prisão decretada pela polícia da cidade de Eirunepé, no último dia 18 de janeiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui