Turismo amazonense avança com nova gestão da Amazonastur

Foto: Janailton Falcão/Amazonastur

Reconhecimento do barco-hotel como meio de hospedagem; início das tratativas para a volta do voo Manaus-Europa; aumento em quase 100% no número de eventos captados para Manaus, crescimento de 3,05% no volume de turistas; retomada das obras do Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vasques (CCAVV); e a criação do novo mapa turístico e guia digital foram alguns dos resultados alcançados pela Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur), em 2019.

De acordo com a presidente da empresa pública, Roselene Medeiros, em um ano de gestão, o Governo do Estado, por meio da Amazonastur, se reaproximou do trade amazonense em busca de melhorias para o turismo local, ouvindo a demanda e sugestão de quem lida diariamente com o turista no Amazonas.

Foto: Janailton Falcão/Amazonastur

“Não há como fazer políticas púbicas voltadas para o turismo sem ouvir quem sobrevive do turismo. Chamamos o trade, ouvimos as demandas e estabelecemos parcerias. Levamos os parceiros para as principais feiras e congressos de turismo do mundo, promovendo o segmento. O turismo só se fortalece se tiver parcerias entre a iniciativa privada e a gestão pública”, comentou.

Entre as ações que a presidente Roselene Medeiros destaca, está o aumento expressivo em relação aos eventos de negócios captados pela atual gestão. Em 2018, a empresa de turismo captou dez eventos, sendo nove a menos que em 2019. “Isso representa que para o ano de 2020, já temos a confirmação de 16 eventos nacionais, atraindo mais de 18 mil turistas para Manaus. Na verdade, já temos eventos captados até o ano de 2024. Pelos próximos quatro anos, quase 30 mil visitantes passarão pelo estado, aquecendo 50 segmentos da economia local”, informou Roselene.

Roselene Medeiros, ainda em fevereiro, iniciou, em Brasília (DF), as negociações em busca da retomada da linha aérea direta entre Manaus e a Europa. Com a intermediação da Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo (Embratur) e do Ministério do Turismo, a Amazonastur estabeleceu contatos com companhias aéreas internacionais que demonstraram interesse na malha.

Foto: Janailton Falcão/Amazonastur

“Nossa expectativa é que Manaus volte a ser conectada diretamente com a Europa. O voo é de extrema importância para o Amazonas, uma vez que o turista europeu é que mais visita o nosso estado. Queremos avançar na expansão das nossas malhas aéreas, seja de forma internacional e nacional”, disse a presidente.

No último sábado, 21, a Gol passou a operar voo semanal direto de Manaus para Orlando (EUA). Com isso, a capital amazonense se torna a terceira cidade brasileira escolhida pela companhia para conexão direto para Orlando, a empresa opera também de Brasília e Fortaleza.

Para o Orçamento da União em 2020, foi provisionado o montante de R$ 14 milhões, por meio de emendas parlamentares, e que será utilizado na melhoria da infraestrutura turística do estado.

De 2015 a dezembro de 2018, apenas 14% das obras da segunda etapa do Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vaques estavam executadas. Nesta gestão, a Amazonastur alcançou o percentual de 63% e a previsão da obra ficou para o primeiro semestre de 2020.

Foto: Janailton Falcão/Amazonastur

Estão em execução ainda, a reforma e construção do Centro de Atendimento ao Turista (CAT) no centro e o balcão de atendimento na área de desembarque do aeroporto Internacional Eduardo Gomes, em Manaus; reforma do terminal de passageiros do município de Barcelos e melhoria da infraestrutura do ancoradouro turístico do Porto da Ceasa.

De janeiro a setembro de 2019, o Departamento de Estatística da Amazonastur registrou um crescimento de 3,05% de turistas brasileiros e estrangeiros em relação ao mesmo período do ano passado. A taxa de crescimento de brasileiros residentes em outros estados em visita ao Amazonas foi de 3,97%, enquanto 0,96% foi o índice de aumento registrado entre os turistas estrangeiros.

Em valores, o gasto médio diário do turista brasileiro no Amazonas foi de R$ 239,00, enquanto o estrangeiro dispendeu R$ 219,02. A receita total entre turista brasileiros e estrangeiros foi de R$ 546.552.962.

Para atrair novos turistas para o estado, foi desenvolvido um site promocional, o Visit Amazonas; além da criação do Guia Turístico Digital do Amazonas. A Amazonastur produziu também novos vídeos promocionais do estado, em versões de 7, 3 e 1 minuto, em português, inglês espanhol e, em breve, também em mandarim; foi confeccionado ainda o novo mapa turístico do Amazonas, entre outras peças promocionais.

Foto: Janailton Falcão/Amazonastur

No mês de novembro, foram capacitados mais de 200 agentes e operadores de turismo de Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro e Buenos Aires (Argentina), para a venda do produto Amazonas nos mercados nacional e internacional, e ainda a participação nos principais eventos de turismo do mundo impulsionou ainda a promoção do destino Amazonas com veiculações de matérias especiais na revista de bordo “American Way”, da America Airlines, maior companhia aérea do mundo e também revistas nacionais do segmento de turismo.

Pela primeira vez na história do Festival de Parintins, a Amazonastur montou um espaço dedicado ao turista, que funcionou como um Centro de Informações, onde em um único local reuniu operadores do trade parintinense e órgãos púlicos. O Turistódromo recebeu mais de 40 mil turistas durantes os dias de operação.

A temporada de cruzeiros 2019/2020 conta com a chegada de mais de 20 mil turistas em 16 navios, o que representa um aumento de 15,47% no número de turistas, em comparação com a temporada passada. Neste período, desembarcarão em Manaus e em Parintins um total de 20.550 visitantes, entre passageiros e tripulantes. No período 2018/2019, durante a passagem de 15 transatlânticos, 17.797 turistas estiveram nas terras amazonenses.

Foto: Janailton Falcão/Amazonastur

Por iniciativa da Amazonastur, o trade local conquistou a inserção no Cadastur, sistema de cadastro de pessoas físicas e jurídicas que atuam no setor do turismo, da titulação “Barco-Hotel” para inclusão dos empreendimentos com esse formato. Através desse reconhecimento, a partir de agora, é possível obter linhas de financiamento e a fiscalização para esse tipo de atividade.

Foram realizadas palestras ao empresariado, para facilitar o relacionamento dos agentes financeiros com o trade. Quatro caravanas, reunindo Amazonastur, Basa, Banco do Brasil, Caixa econômica, Sebrae/AM e Comissão de Turismo da Aleam, estiveram nos municípios de Novo Airão, Parintins, Presidente Figueiredo e Tabatinga, para prestação de informações e serviços ao empresariado local sobre linhas de crédito, financiamento, elaboração de projetos, entre outros.

Foto: Janailton Falcão/Amazonastur

A Amazonastur, em parceria com o Ministério do Turismo e o Sebrae, lançou no Estado o programa Investe Turismo e realizou rodadas de negócios envolvendo o empresariado das cidades envolvidas como Manaus, Novo Airão e Presidente Figueiredo, para melhorar a infraestrutura turística dos municípios.

O Departamento de Turismo da Amazonastur qualificou cerca de 250 profissionais atuantes de forma direta e indireta na prestação de serviço turístico de Parintins, durante o Workshop Bem Receber e de mais de 200 tricicleiros. Todas as atividades em preparação ao Festival Folclórico.

De olho no ordenamento turístico, foram realizadas ainda visitas técnicas nos municípios de Parintins, Tabatinga, Tefé, Itacoatiara, Presidente Figueiredo, Rio Preto da Eva, Barcelos, Manacapuru, Maués, Careiro Castanho, Autazes e Novo Airão, em parceria com outras instituições para orientar os prestadores de serviços turísticos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui