Vereador quer veículos da frota municipal usando GNV para reduzir custos

Uso de GNV por veículos na PMM/Foto: Arquivo

Uso de GNV por veículos na PMM/Foto: Arquivo
Uso de GNV por veículos na PMM/Foto: Arquivo

Projeto de indicação ao prefeito de Manaus, para implantação do sistema de Gás Natural Veicular (GNV), à frota de veículos que serve a administração municipal, foi apresentado pelo vereador Mário Frota, na Câmara Municipal de Manaus, com a finalidade de reduzir os custos da prefeitura com combustíveis, fomentar a abertura de novos postos, alavancar a distribuição e divulgar a utilização dessa alternativa energética como forma de desenvolvimento para a região, a exemplo do que já vem sendo feito em algumas capitais.

O gasoduto Coari-Manaus, com cerca de 600 quilômetros, começou a ser construído em 2001 e foi inaugurado no dia 26 de novembro de 2009, pelo então presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na Refinaria Isaac Sabbá (Reman), a primeira unidade a receber o gás de Urucu. As obras custaram cerca de R$ 5 bilhões aos cofres da União, mas ainda funciona de forma parcial, atendendo apenas 20 indústrias do Polo Industrial de Manaus (PIM).

O gasoduto percorre uma rede de tubulações com 700 quilômetros de extensão, saindo do Terminal Solimões (Tesol), no município de Coari, até a Refinaria de Manaus (Remam). Com capacidade inicial para transportar 4,1 milhões de m³/dia, foi implantado com a finalidade de mudar a matriz energética dos municípios de Coari, Codajás, Anori, Anamã, Caapiranga, Manacapuru, Iranduba e da capital do Estado, com a substituição do óleo diesel pelo gás natural para geração de energia elétrica e Gás Natural Veicular (GNV).

A Cigás se comprometeu em expandir a venda para toda a região do GNV – que gera uma economia em torno de 40% para o proprietário do veículo – e o acesso ao consumo alternativo do gás natural nos veículos automotores em Manaus deve ser ampliado com a entrada de novos postos de venda do produto. Hoje, Manaus já dispõe de cinco postos aptos a abastecer os automóveis à gás.

“É muito importante que a Prefeitura de Manaus sirva de exemplo para os demais setores da economia e comece a utilizar o GNV na sua frota de veículos como forma de dar partida  a esse novo nicho de desenvolvimento”, justifica Mário.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui