Vereador Sassá é acusado de bater em mulher

Vereador Sassá da Construção Civil agora é acusado de bater em mulher.

A Justiça determinou que o vereador Cícero Custódio (PT), mais conhecido como “Sassá da Construção Civil”, deve manter-se afastado pelo menos 300 metros de distância da recepcionista Jéssica Bastos dos Santos, de 27 anos.

Jéssica acusa o parlamentar de tê-la agredido fisicamente com tapas, chutes, além de palavrões de baixo calão.

Segundo o Boletim de Ocorrência (BO) registrado por Jéssica, o fato aconteceu no último dia 9 de setembro, às 2h30 na casa de show Alambique, localizada na Avenida do Turismo, no bairro Ponta Negra, Zona Oeste de Manaus, ponto costumeiro do vereador.

Vereador Sassá da Construção Civil agora é acusado de bater em mulher.

A titular da Delegacia Especializada em Crimes Contra a Mulher (DECCM), Débora Mafra, informou que o caso foi encaminhado para a justiça e que as partes aguardam audiência.

Jéssica informou no BO que já foi funcionária de Sassá no Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil e que manteve um relacionamento com ele por nove anos.

Polêmicas

Mas não é a primeira vez em que o vereador Sassá se envolve em polêmicas com mulheres. No último dia 13 de novembro, o mesmo foi alvo de acusações de quem mantém duas ‘funcionárias fantasmas’ em seu gabinete e que as mesmas seriam amantes dele. O vereador negou tudo.

Sassá também é acusado de desviar mais de R$ 500 Mil do Sindicato da Construção Civil para bancar a sua candidatura em 2016. Fontes da CMM informam que ele está “quebrado”, em termos de dinheiro, para pagamento de dívidas que estão se acumulando.

Arrependimento

Depois de ver a repercussão do Boletim de Ocorrência (BO), feito por ela na Delegacia de Polícia, Jéssica Bastos dos Santos se “arrependeu” e gravou um áudio se desculpando por ter denunciado o vereador Sassá por agressão à sua pessoa, mas não disse se foi na Delegacia, retirar a queixa.

Ouça o áudio abaixo:

Com informações do Portal do capitão

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui