Amazonas Colunas

Vida de Gado nos ônibus de Manaus – por Paulo Onofre

Assessor parlamentar, Paulo Onofre - foto: divulgação
Redação
Escrito por Redação

Vida de passageiro dos transportados coletivo em Manaus está sendo comparada a “vida de gado” nas carretas indo direto para o abatedouro. A comparação nada agradável, é a realidade vivida por aproximadamente 1 milhão de usuários dos transportes urbanos, diariamente.

Ainda assim, ninguém faz nada, nem governo do Estado, nem a prefeitura. Alguns vereadores até que se manifestam de forma tímida, mas longe de defender o povo que vive apertado feito sardinha em lata, no calor, sem troco, transportados em sucatas.

Assessor parlamentar, Paulo Onofre – foto: divulgação

Parece que o povo, não representa nada para os chefes do executivo. O Estado está ausente da vida do cidadão. Nada funciona como deve. Não temos segurança, educação, saúde, transporte, educação, saneamento básico. O povo de Manaus está quase caindo no abismo do caos que se instalou na Prefeitura de Manaus.

As pessoas esperam que o prefeito Arthur Neto (PSDB), saia do “seu carrão”, ande de ônibus. Um que vá para a Cidade Nova, de preferência no horário das 06 horas, ou no horário do retorno dos trabalhadores e estudantes, a partir das 17 horas, para ver como a coisa é feia.

Com os terminais sempre superlotados os ônibus demoram uma eternidade para chegar, e o povo, como diria minha avó: “sofre mais que sovaco de aleijado”. Agora, tem que fazer a coisa com seriedade, sem factoide, sem bravatas e falatórios desnecessários. É pior do que estouro de boiada, com empurrões, pontapés, violência versus violência.

Prefeito Arthur Neto, venha ver de perto o sofrimento do povo, e depois diga se eu não tenho razão. Venha ver a nossa gente, que ainda confia em uma solução vinda do prefeito de Manaus e espera pacientemente pelo melhor transporte coletivo, até quando eu não sei, porque a paciência do povo está chegando ao limite.

*Paulo Onofre é assessor parlamentar e animador cultural

Comentários

comentários

Deixe seu comentário