Wilker Barreto assume a vice-presidência do ‘Podemos Verde’ , em Brasília

Deputado estadual Wilker Barreto ao lado do Deputado Federal Roberto de Lucena - Foto: Divulgação

O deputado estadual Wilker Barreto (Podemos) assumiu a vice-presidência do “Podemos Verde”, em audiência que discutiu a Preservação e Proteção da Amazônia, no Plenário Ulysses Guimarães, na Câmara dos Deputados, em Brasília. O projeto partidário visa alinhar toda ação e mandato aos objetivos do desenvolvimento sustentável, também conhecida como “Agenda 2030”. Outro objetivo é a preservação do planeta e organizar a atuação nas áreas: vida na terra, vida na água e vida no ar.

Convidado para participar da audiência, realizada na manhã da última quarta-feira (04), Wilker destacou a felicidade de ter sido escolhido pelo atual presidente do projeto, deputado federal Roberto de Lucena (Podemos-SP), para desempenhar a função de legislar a favor da floresta.

“A Amazônia passa por um processo difícil, literalmente as queimadas aumentaram, mas o modelo econômico garantido por vossas excelências na Constituição Federal cotidianamente é mutilado por decretos e por medidas que vão enfraquecendo esse modelo. Estou muito lisonjeado com o convite. Vou continuar trabalhando e criando políticas públicas de preservação da nossa Amazônia”, afirmou Barreto.

A escolha do deputado paulistano em aclamar o amazonense para o posto, partiu por Wilker ser um conhecedor da causa no parlamento estadual. “Estamos vendo o mundo todo devastando as florestas. Não queremos que tudo vire irreversível. Não é só a Amazônia que padece com as queimadas. Países africanos também estão sofrendo com as queimadas. Isso precisa acabar”, declarou Roberto de Lucena.

“O povo da Amazônia não pode ser deixado para trás. Em nome da bancada do podemos e do ‘Podemos Verde’ renovamos nosso compromisso com a proteção das florestas, o desenvolvimento sustentável e a soberania nacional”, finalizou o parlamentar de São Paulo.

Defesa da ZFM

Presidente da Comissão de Indústria, Comércio e Zona Franca da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), Wilker defendeu, em pronunciamento na tribuna da Câmara Federal, o Modelo Econômico e declarou que a Zona Franca de Manaus (ZFM) é a principal porta para a preservação da floresta.

“Essa Casa (Câmara Federal) tem um papel importante e não esqueçamos, deputados, da importância que tem o modelo econômico da Zona Franca de Manaus, defendida pela comunidade cientifica lá do meu Estado como o melhor modelo ambiental do mundo. Este modelo permitiu que o povo não tivesse que olhar para a floresta como uma forma de sobrevivência. Para termos parâmetros, é só olhar para o nosso vizinho amigo Pará, onde a sua cadeia econômica é extrativista, nas suas várias ramificações”, detalhou.

Wilker ainda alertou os deputados federais para a valorização do estudo da biotecnologia, o que representa avanço para o Brasil e principalmente para os estados da região Norte.

“Nós temos que potencializar, temos a questão dos fármacos, da biotecnologia, o CBA (Centro de Biotecnologia da Amazônia) precisa voltar a funcionar. Somente inaugurou e tem quase uma década de inatividade. Perdemos anos preciosos de estudos. Isso precisa acabar e o Amazonas e a região Norte precisam de todos dos deputados e senadores”, lembrou.

Currículo

Aos 43 anos, Wilker Barreto está no primeiro mandato de deputado estadual. Formado em economia pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam), o parlamentar é especialista em Políticas Públicas e Engenharia de Negócios; Engenharia Financeira, possui mestrado em Meio Ambiente pela Ufam e está cursando Doutorado em Administração.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui