Ações para combater cheia dos rios serão fiscalizadas em Boca do Acre

Foto: Reprodução

As cheias dos rios Purus e Acre estão prejudicando os moradores de Boca do Acre (a 1.026 quilômetros de Manaus). O Ministério Público do Amazonas (MPAM) do município instaurou Procedimento Administrativo para acompanhar e fiscalizar as ações do Poder Público no que tange à enchente.

A promotora de Justiça Míriam da Silveira abriu o procedimento considerando a enchente dos rios que banham Boca do Acre, que já atingiu vários bairros da cidade e comunidades da zona rural, atingindo em torno de 1,8 mil famílias. A prefeitura da cidade já decretou situação de emergência.

Segundo dados da Defesa Civil Municipal, a cota de transbordamento dos rios Acre e Purus, naquela região, que é de 19 metros, foi superada neste fim de semana. O nível das águas atingiu 19,60m.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui