Amazonas Cidades

Agentes Ambientais Voluntários são credenciados pela Sema

Sema credencia 21 Agentes Ambientais Voluntários - Foto: José Narbaes/Sema
Avatar
Escrito por Redação II

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) credenciou, ontem sábado (9/3), 21 novos Agentes Ambientais Voluntários (AAV) no Parque Estadual Sumaúma, zona norte de Manaus. Os novos membros do programa atuarão como educadores ambientais, repassando informações sobre os melhores usos dos recursos naturais, sobre legislação ambiental e realizando ações de proteção e vigilância, através de mutirões ambientais.

Os credenciados fazem parte do Instituto Sumaúma, organização que atua voluntariamente no parque. Eles passaram por capacitação com profissionais da Sema para obter o título de AAV. Durante o evento de credenciamento, os voluntários, servidores da Sema e parceiros realizaram uma roda de conversa para discutir melhorias para o parque. Na oportunidade, foram entregues os fardamentos e a carteira de AAV.

Foto: José Narbaes/Sema

De acordo com a secretária executiva adjunta da Sema, Christina Fischer, uma das prioridades da nova gestão é avançar na formação de mais agentes voluntários e integrar o programa a outras iniciativas de educação e proteção ambiental. “Estamos criando uma programação permanente, unindo esforços para cumprir com nosso compromisso de manter os 97% de floresta conservada no Amazonas e dar melhores condições de vida a quem vive, depende e protege a floresta”, destacou.

A coordenadora de Educação Ambiental da Secretaria de Estado de Educação (Seduc-AM), Thelma de Oliveira, reforçou que a pasta integrará esforços na formação de mais agentes ambientais voluntários. “Estamos dispostos a estar presentes nesse processo e a Seduc participará destas agendas, apoiando a Sema na área de educação”, informou.

Foto: José Narbaes/Sema

Recém-credenciada, a agente ambiental voluntária Michelly Nazaré Sousa explicou que tem como ajudar nas causas ambientais para melhoria do Parque Sumaúma. “Meu propósito é unir esforços e apoiar no que for necessário para atingir os objetivos do AAV, de ser uma educadora ambiental, mobilizadora social, multiplicadora de lideranças e mediadora de conflitos”, ressaltou Michelly.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário