Agricultores fecham acordo para benefícios do INSS

Foto: Divulgação

Um Acordo de Cooperação Técnica entre a Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares (Contag) e o Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) deve injetar R$ 3 bilhões na economia do Estado nos próximos três anos.

A ação faz parte do programa INSS Digital, que representa a defesa dos direitos e dos interesses dos agricultores e agricultoras familiares. As entidades que fazem parte do programa serão responsáveis pelo encaminhamento de diversos benefícios previdenciários para a população rural, inclusive, de aposentadorias.

No Amazonas, 20 sindicatos de trabalhadores rurais fizeram adesão ao INSS Digital. “Nossa meta é que pelo menos 30 sindicatos implantem o INSS Digital e comecem a funcionar no interior até o final deste ano. Esse número vai aumentar gradativamente e, em 2022, podemos gerar recursos de até R$ 150 milhões por mês para os municípios”, afirmou o presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Amazonas (Fetagri-aM), Edjane Rodrigues.

Foto: Divulgação

Os Sindicatos que aderiram ao acordo da CONTAG/FETAGRI AM até o momento foram, Barreirinha, Codajás, Anori, Beruri, Nhamundá, Maués, Novo Airão, Manacapuru, Lábrea, Nova Olinda do Norte, Tefé, Boca do Acre, Presidente Figueiredo, Pauini, Silves, Itacoatiara, Itapiranga, Manaquiri, Manicoré e Urucurituba.

O INSS Digital é o novo marco do atendimento do órgão no Brasil, por diminuir o tempo de espera nos processos dos beneficiários, uma vez que ele é feito todo digitalmente. Com ele, todos os 62 municípios do Amazonas ficarão cobertos com o atendimento do INSS, o que deve ampliar dos atuais 313 mil para 800 mil beneficiários.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui