Amazonino afirma que não pode ficar longe de Manaus

Amazonino destaca que sua maior bandeira na eleição será a restauração da cidade/Foto: Divulgação

Quatro vezes governador do Amazonas e três como prefeito de Manaus, Amazonino Mendes (Podemos) disse que decidiu concorrer a mais uma eleição pelo amor que sente por Manaus. Ele, que vive das conquistas econômicas que teve na sua vida empresarial e também atuando como advogado, conta que foi um dos maiores construtores do estado.

“Fiz vários conjuntos habitacionais, fui advogado de sucesso. Eu tenho uma vida aberta”, afirmou Amazonino, gestor que já teve todas as suas contas aprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), inclusive a de 2018, o mandato suplementar de pouco mais de um ano, e conta, também, com as certidões negativas da Justiça, em todas as instâncias, que o tornam apto a concorrer na eleição, sem qualquer condenação e como candidato “ficha limpa”.

Ele destacou que sua maior bandeira na eleição deste ano será a restauração da cidade de Manaus. Inspirado no ex-presidente Juscelino Kubitschek, idealizador de Brasília, capital federal, Amazonino Mendes reiterou que Manaus precisa de um projeto moderno.

Sobre o rumo da eleição diante da suspeita de segunda onda de contaminação pelo novo coronavírus na capital, Amazonino ressaltou os cuidados que os candidatos devem observar com a saúde do próximo. “A campanha exigiria a minha presença física, abraçando, apertando e tal. Meu medo não é tanto comigo. E quantas pessoas eu vou abraçar? E se eu contrair, vou transmitir…”, comentou Amazonino Mendes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui