Autorizada pavimentação da BR 308 no trecho entre Bragança e Viseu, no Pará

Há mais de 40 anos, a população espera as obras que serão executadas pelo DNIT.

Por intermédio dos coordenadores da bancada do Estado do Pará, senador Paulo Rocha (PT), e o deputado federal Lúcio Vale (PR), o Ministério dos Transportes, autorizou as ordens de serviço que darão início às obras de pavimentação de trecho da BR-308, no Pará. Entre os municípios de Viseu e Bragança, serão 115 quilômetros de asfalto, com reparação de pontes e de acessos às cidades que margeiam a estrada.
Graças a persistência de Paulo Rocha, ainda como deputado federal, para concretização da obra, aguardada há mais de 40 anos pela população, que trará mais segurança ao tráfego de veículos de carga e de passageiros, além de aproximar os estados Pará e Maranhão, diminuindo em 106 quilômetros a distância entre as capitais, Belém e São Luís (MA).

A pavimentação da BR-308 beneficiará ainda o escoamento da produção e estimulará o desenvolvimento socioeconômico do nordeste do Pará, favorecendo mais de 200 mil pessoas diretamente.

Sob a responsabilidade do DNIT, as obras serão feitas em dois lotes, simultaneamente. O primeiro começará em Viseu em direção a Bragança, e o outro, de Bragança a Viseu, permitindo agilidade na concretização dos trabalhos.
O investimento total para execução do projeto será de R$ 145 milhões. Para o início da operação, ainda neste ano, foram disponibilizados R$ 39 milhões. Para 2017, R$ 19 milhões já foram empenhados, e outros R$ 20 milhões aguardam a aprovação do Congresso Nacional.

Há mais de 40 anos, a população espera as obras que serão executadas pelo DNIT.

Em acordo firmado entre o DNIT e a bancada paraense, as obras promovidas no estado do Pará fazem parte da estratégia para integração da malha rodoviária, fundamental para a alternância do escoamento da produção nacional em direção ao Arco Norte.

A bancada paraense, destinou emendas ao orçamento da União para Instalação Pública de Portos de Pequeno Porte (IP4) de Viseu, onde estão sendo investidos R$ 11 milhões, ao todo o Estado do Pará receberá recursos de mais de R$ 65 milhões, para os portos hidroviários.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui