Bahia x Flamengo: o que esperar do duelo na Fonte Nova

Foto: Staff Images/Flamengo

Neste domingo, 4, contra o Flamengo, às 16h, na Arena Fonte Nova, em Salvador, o Bahia inicia uma dura sequência de quatro jogos contra times do G10 do Campeonato Brasileiro. Depois do Rubro-Negro carioca, o Tricolor encara, na sequência, Palmeiras, dia 11, Goiás (19/8) e Atlético-MG, dia 24.Há cinco jogos sem vencer na Série A, o Esquadrão precisa, urgentemente, resgatar o bom futebol de outrora e voltar a triunfar na competição. Isso para manter vivo o sonho de acabar, pela primeira vez na era dos pontos corridos, entre os 10 primeiros.

Até aqui, o Tricolor já enfrentou seis dos dez integrantes da primeira metade da tabela do Brasileirão. Venceu apenas o Corinthians. Perdeu para Botafogo, Santos e Athletico-PR e Internacional. Além de ter empatado com o São Paulo. Tendo um preocupante aproveitamento de 22,22%.

Essa sequência de jogos será um divisor de águas para o Esquadrão de Aço. Em caso de saldo positivo, o time volta a figurar entre os dez primeiros – a última vez foi na 9ª rodada, quando estava no 8º lugar –, até mesmo por se tratarem de confrontos diretos, e se aproximar da zona de pré-Libertadores. Além, é claro, de resgatar a autoestima do time.

Em caso de saldo negativo, o time, que hoje está na 12ª colocação, pode cair ainda mais e ver a gordura acumulada de sete pontos de diferença para zona de rebaixamento ser queimada muito rapidamente e passar a se preocupar com a degola.

Foto: Staff Images/Flamengo

Casa cheia e pressão

Ciente da necessidade de conquistar os três pontos contra o Flamengo e acabar com a série de três jogos sem vencer dentro de casa, o volante Flávio sabe o que o time precisa fazer para sair vencedor e espera contar com o apoio da nação tricolor, que já garantiu mais de 40 mil ingressos.

“A gente sabe que o termômetro da torcida somos nós dentro de campo. A gente tem que trazer o torcedor para o nosso lado desde o começo do jogo. Tem que pressionar e não dar espaço para eles jogarem. Ter tranquilidade para matar o jogo o mais rápido possível”, comentou o jogador.

O técnico Roger Machado espera um jogo de alta tensão, não só pela qualidade do rival carioca, mas também pela pressão e ansiedade da torcida em voltar o time vencer após a sequência negativa.

“A dificuldade é a de sempre de enfrentar o Flamengo, em qualquer circunstância. O momento que vivemos é de resgate também. Depois de alguns jogos sem vencer, jogando dentro de casa, sabemos que têm muitos ingressos vendidos, nossa torcida vai comparecer em massa, e o que ela deseja ver é nosso time retomando o caminho das vitórias. Nada melhor do que uma oportunidade como essa para voltar a vencer”, analisou o treinador.

Foto: Staff Images/Flamengo

Reforços e desfalques

Para o duelo deste domingo, Roger Machado contará com os retornos de Elber e Nino, recuperados de lesão, e de Arthur Caíke, que cumpriu suspensão contra o Cruzeiro.

Por outro lado, não poderá contar com o volante Ronaldo, proibido de atuar por força de cláusula contratual, já que pertence ao Flamengo. Além do volante Elton, lesionado.

Pelo lado do Flamengo, o atacante Gabigol é desfalque. Além de suspenso pelo terceiro cartão amarelo, o jogador está lesionado. O jovem Reniê é o favorito para ficar com a vaga. O lateral Rafinha deve ser poupado.

Fonte: A Tarde UOL

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui