Beneficiários do PUB são convocados para atuar nas eleições dos Conselhos Tutelares

PUB convoca 300 beneficiários-Fotos: Adrisa de Góes / Semad.

A Prefeitura de Manaus anunciou nesta terça-feira, 10/9, a convocação de 1.500 bolsistas do Programa Bolsa Universidade (PBU), de várias áreas de estudo, para prestar contrapartida nas eleições dos membros dos Conselhos Tutelares do município. Para saber se foi convocado, o bolsista deve acessar o endereço eletrônico http://portalespi.manaus.am.gov.br.
Os convocados têm até o próximo dia 17/9 para se apresentar, das 8h às 17h, no setor de Atendimento ao Bolsista da Escola de Serviço Público Municipal e Inclusão Socioeducacional (Espi), vinculada à Secretaria Municipal de Administração, Planejamento e Gestão (Semad), coordenadora do PBU, a fim de aderir ao projeto ou expor justificativas de ausência. A Espi/Semad está localizada no bloco D da Universidade Nilton Lins, na avenida Professor Nilton Lins, Flores, zona Centro-Sul.

No projeto de contrapartida, os bolsistas atuarão como mesários e presidentes de mesa nas eleições para membros dos Conselhos Tutelares do município, que acontece em 6/10, em 152 escolas de Manaus.

Nos dias 18, 19 e 23/9, os beneficiários que aderiram ao projeto participarão de um treinamento na sede da Espi/Semad, promovido pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM) e pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), órgão colegiado vinculado à Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), coordenadora das eleições.

PUB convoca 300 beneficiários-Fotos: Adrisa de Góes / Semad.

De acordo com a diretora-geral da Espi/Semad, Stela Cyrino, ao ser contemplado pelo Bolsa Universidade, o estudante assume o compromisso de participar de projetos socioeducacionais, ambientais e culturais, de interesse do município. “Bolsistas com bolsa integral devem cumprir carga horária de 150 horas por semestre. Já os beneficiários de bolsas de 75% cumprem carga de 120 horas por semestre, enquanto os de 50% têm carga horária de 90 horas semestrais”, frisa Cyrino, que destaca que a participação pode ser convertida em horas complementares.

Ainda de acordo com a diretora-geral da Espi/Semad, bolsistas que deixam de participar dos projetos de contrapartida e que não apresentam justificativas podem ser desligados do programa, conforme previsto em legislação.

Documentos

Para aderir à contrapartida, os convocados devem apresentar cópias do RG e CPF, além de carteirinha de passe estudantil, para que possam receber os benefícios de vale-transporte.
Aqueles que não puderem participar devem requerer dispensa junto ao PBU, na sede da Espi/Semad, apresentando comprovação do motivo de sua ausência por meio de documentos. Também é possível justificar pelo 0800 092 6355.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui