Bolsonaro confessou ter mandado Eduardo homenagear o miliciano Adriano

Bolsonaro defende a ‘inocência do miliciano’ com mais de 18 mortes de aluguel nas costas, embora alegue não ter vínculos com Adriano – foto: arquivo/montagem

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui