Câmera Record ganha prêmio de excelência jornalística com matéria da Amazônia

Foto: Divulgação

A reportagem especial Piaçaba: Exploração no coração da Amazônia rendeu ao Câmera Record o Prêmio de Excelência Jornalística 2019 na categoria Direitos Humanos e Serviço à Comunidade da SIP (Sociedade Interamericana de Imprensa). A premiação aconteceu nesta sexta-feira (4) nos Estados Unidos.

O documentário mostra como uma população indígena sobrevive por até seis meses dentro da selva amazônica para produzir a piaçaba, uma fibra retirada da palmeira que é usada para a fabricação de vassouras. Foi a primeira vez que uma equipe de televisão registrou a prática.

Foto: Divulgação

Os indígenas passam o dia inteiro dentro da floresta, carregam toras de até 90 kg por dia e, mesmo assim, adquirem dívidas com gerentes da produção, devido aos altos custos com alimentação e transporte até o local. O Ministério Público considerou a situação análoga à escravidão.

A equipe do programa da Record TV foi representada pelo editor Marcio Strumiello e o repórter Romeu Piccoli, que receberam o certificado no Hotel Biltmore em Coral Gables, Flórida, nos Estados Unidos, durante a 75ª Assembleia Geral da SIP.

A condecoração é considerada um dos maiores reconhecimentos do jornalismo das Américas. Para justificar a decisão, a comissão que definiu o documentário como o melhor destacou a forte e comovente denúncia sobre o trabalho escravo na floresta amazônica do Brasil.

Piaçaba: exploração no coração da Amazônia. from Sheila Fernandes on Vimeo.

Fonte: R7

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui