Cobrança do Zona Azul está suspensa até 30 de novembro

Foto: Reprodução

A cobrança do serviço do sistema de estacionamento rotativo pago, o Zona Azul, está suspensa até o dia 30 de novembro. O decreto é do prefeito Arthur Neto como medida de prevenção ao coronavírus.

A suspensão é válida tanto para o Centro da cidade quanto no conjunto Vieiralves, Zona Centro-Sul de Manaus, onde o sistema estava em funcionamento. A prorrogação, prevista até o dia 31 de outubro, foi estendida até 30 de novembro, pelo decreto nº 4.938.

Outros decretos também tiveram o prazo de vigência estendidos, como a continuidade do regime de teletrabalho para os servidores municipais, a suspensão temporária de licenças e autorizações para eventos, proibição de corte de serviços públicos de abastecimento de água e esgotamento sanitário.

“A nossa cidade ainda vive sob a ameaça do novo coronavírus e seus efeitos em diversos setores, inclusive os dados mostram que o número de casos voltou a subir. Diante disso, estamos fazendo aquilo que está ao nosso alcance, prorrogando decretos, agindo com prudência e de maneira preventiva para evitar uma situação ainda pior. Aproveito e peço para que se mantenham em alerta, usando a máscara, álcool em gel e o distanciamento social necessário”, destacou Arthur Neto.

As prorrogações estão previstas nos decretos municipais nº 4.935 (teletrabalho), nº 4.936 (suspensão de eventos), nº 4.937 (abastecimento de água) e nº 4.938 (Zona Azul).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui