Comitê pede eleição livre, limpa e respeito à legislação eleitoral em Coari

Centro de Coari - Foto: Divulgação

Por meio de Nota Pública, o Comitê do Amazonas de Combate à Corrupção manifesta o seu repúdio contra a péssima prática política e o uso de qualquer ato ilegal para obtenção de votos na eleição no município de Coari, no Amazonas. Além disso, solidariza-se com os membros do Ministério Público e da Justiça Eleitoral, e, ainda, coloca seus canais de comunicação à disposição da população para receber denúncias de práticas ilegais referentes à eleição marcada para o próximo dia 05 de dezembro.

De acordo com o documento, os fatos e atos ocorridos na eleição para prefeito do município de Coari/Am (distante 362 Km em linha reta de Manaus) noticiados e denunciados pelo Ministério Público Eleitoral, de uso das máquinas públicas do município e do Estado para beneficiar seus candidatos, com possíveis crimes de abuso de Poder Político e Econômico, não podem ser a prática para promoção de eleição limpa, livre, de respeito à ética e aos eleitores.

O Comitê na Nota destaca que eleições livres, limpas, transparentes, com respeito à vontade popular e à legislação eleitoral, são princípios do Estado Democrático de Direito que o Brasil consagrou na Constituição Federal de 1988.

No final do documento, a entidade afirma que os representantes da sociedade civil que compõem o colegiado do Comitê estão acompanhando o período da campanha dos partidos e candidatos em plena sintonia com os órgãos públicos responsáveis pelo certame eleitoral. O objetivo da ação é colaborar com a eleição a fim de buscar evitar maiores problemas e que o voto do eleitor possa expressar consciência sobre o que é melhor para município de Coari e o Amazonas.

Manaus, 25 de novembro de 2021.

Assessoria de Comunicação

Comitê Amazonas de Combate à Corrupção e Caixa Dois Eleitoral

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui