Como arrumar a mala de mão de acordo com os padrões das companhias aéreas

Criatividade e organização vão poupar muitos reais - Foto: Divulgação

Desde 2017, há uma nova padronização de medidas para o despacho de malas em aeroportos — não importa por qual companhia aérea você vai voar. A fiscalização se tornou ainda mais rigorosa no começo de 2019 — por ter que pagar o despacho, muitos viajantes passaram a levar malas de mão maiores, atrasando a decolagem. Com toda essa problemática, é essencial que você tome algumas precauções e siga algumas dicas para não passar pelo inconveniente de ter que voltar para o check-in.

Os padrões para a bagagem de mão, de acordo com a Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA, na sigla em inglês), são de até 55 centímetros de altura, 35 centímetros de largura e 25 centímetros de profundidade, incluindo alça, bolsos e rodinhas. Já o peso máximo é de 10 kg. Se as especificações estiverem de acordo e couberem na caixa-molde da área de triagem, ela poderá ser levada a bordo. Caso contrário, o passageiro terá que voltar ao check-in, despachar a mala e pagar a taxa preestabelecida.

Na prática, malas que passam sensivelmente do limite podem até ser aceitas. Mas não vale a pena correr o risco de pagar o despacho da bagagem. Quando for às compras, as dimensões não devem ser um problema, já que as lojas já possuem o gabarito para teste dos modelos. Mas não adianta ter a mala com as especificações certas se você abarrotar os bolsos com roupas e objetos. Simplesmente não vai passar na triagem.

Criatividade e organização vão poupar muitos reais – Foto: Divulgação

O recomendado para não exceder o peso é comprar uma bagagem de mão com menos de 10 kg, ou seja, por volta de 3 kg. Na hora de colocar as roupas, como biquíni, roupas íntimas, calças e camisetas, o ideal é não pecar pelo excesso e só incluir o necessário. Utilizar técnicas de organização também pode ajudar. É comum colocar itens que não serão utilizados só para o caso de precisar.

Cheque a previsão do tempo e comece a escolher as roupas. Coloque-as como se fosse uma lasanha: faça uma camada reta preenchendo todos os buracos e só depois passe para a próxima camada. Quanto mais dobras, mais espaço ocupado. Por este motivo, o recomendado é colocar as roupas o mais esticadas possíveis. Cuidado com os líquidos — em voos internacionais, devem estar em frascos de 100 ml, e, no Brasil, não há essa determinação.

Outra dica muito útil é preencher o bojo do sutiã com calcinhas, cuecas ou meias. Por cima, deixe o pijama ou a roupa que será utilizada quando chegar ao destino. Você pode fazer rolinhos com as peças para preencher o espaço vazio. Com essas dicas, será muito mais fácil economizar espaço e evitar problemas na hora de levar a bagagem de mão.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui