Companhia de gás investiu mais de meio bilhão de reais em infraestrutura no AM

Foto: Divulgação

A Companhia de Gás do Amazonas (Cigás) investiu até maio de 2020, mais de R$ 500 milhões, em valor presente, no serviço público de distribuição do gás natural no Amazonas. Foram 137 quilômetros de rede de distribuição construídos no período para o atendimento a 3,2 mil unidades consumidoras do combustível. Somente nos últimos dois anos, foram investidos cerca de R$ 36,3 milhões nessa infraestrutura.

A Cigás iniciou as operações comerciais em dezembro de 2010, atendendo progressivamente diferentes usuários. Além do parque termoelétrico, onde 60% da energia elétrica consumida em Manaus é gerada em sete usinas termelétricas a partir do gás natural, atualmente a Companhia atende 56 fábricas do Polo Industrial de Manaus, bem como 132 estabelecimentos comerciais e mais de 3 mil residências localizadas nas zonas centro-sul e oeste da capital. A prestação dos serviços também abrange os municípios de Anamã, Anori, Caapiranga, Coari e Codajás.

Esse investimento na implantação de infraestrutura e da capilarização da rede faz parte da estratégia do Governo do Amazonas, por meio da Cigás, na busca pela universalização dos serviços e da isonomia entre os usuários, para que o gás natural beneficie de forma ampla e diversa a toda a sociedade amazonense. Ao longo de quase uma década, a cadeia do gás natural arrecadou aos cofres públicos do Amazonas cerca de R$ 3,2 bilhões em Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

O diretor-presidente da Companhia, René Levy Aguiar, ressalta que os benefícios do gás natural são cada vez mais nítidos para a população. Até 2024, a Cigás pretende atender mais de 17 mil unidades consumidoras, ampliando para R$ 700 milhões o investimento na infraestrutura. Até lá, a Companhia estima que a cadeia do gás natural arrecade R$ 5,8 bilhões ao Estado.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui