Confirmado: TSE marca diplomação de Lula e Alckmin para o dia 12 de dezembro

Presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o vice-presidente eleito Geraldo Alckmin (PSB) – foto: recorte

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) marcou para o dia 12 de dezembro a diplomação do presidente e do vice-presidente eleitos Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Geraldo Alckmin (PSB). A cerimônia será realizada às 14h.

A diplomação é uma das últimas etapas do processo eleitoral e antecede a posse. A cerimônia é uma praxe que formaliza a eleição dos escolhidos nas urnas. Lula e Alckmin receberão diplomas assinados pelo presidente do TSE, Alexandre de Moraes, e formalmente se habilitam para os mandatos de presidente e vice-presidente.

Tradicionalmente não há data fixa para quando a diplomação seria realizada – o TSE dizia que ela seria realizada até o dia 19 de dezembro. A equipe do petista, porém, trabalhou nos últimos dias para antecipar a data.

Dentro e fora do tribunal, há receios de que a cerimônia pudesse atrair tumultos semelhantes ao registrado no Capitólio dos Estados Unidos, em 2021, quando apoiadores do ex-presidente Donald Trump tentaram impedir a certificação das eleições que elegeram Joe Biden.

Para a posse de Lula, a Esplanada dos Ministérios contará com o mesmo esquema de segurança adotado no feriado de 7 de Setembro e no segundo turno das eleições, como mostrou a colunista do UOL Carolina Brígido.

A barreira de contenção instalada na praça dos Três Poderes pouco antes do dia 30 de outubro deve ser mantida até o dia da posse, para proteger os prédios do STF, do Congresso Nacional e do Palácio do Planalto. Não será permitida a circulação de caminhões na Esplanada dos Ministérios. Barreiras antidrone serão instaladas no local.

UOL

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui