Confusões tomam conta do cenário político de Presidente Figueiredo

Foto: Reprodução

O cenário político em Presidente Figueiredo (a 107 quilômetros de Manaus) está crítico. Oposição e situação instalaram uma verdadeira guerra na cidade das cachoeiras.

Líderes da oposição estão sofrendo baixas consideráveis em órgãos de controle e fiscalização, o que demonstra desempenho negativo da administração de Fernando Vieira e Neilson Cavalcante. Presidente Figueiredo ficou sob o comando da dupla por 12 anos.

Um dos casos de baixas mais recentes, por exemplo, é o do Ministério Público do Amazonas (MP-AM) que, por meio da Promotoria de Justiça de Presidente Figueiredo, instaurou Ação Civil Pública contra o ex-prefeito Antônio Fernando Vieira, por dano ao erário no valor de R$ 591.146,06.

Foto: Reprodução

O promotor de Justiça, Leonardo Tupinambá, verificou que de 2008 a 2012, o ex-prefeito efetuou pagamentos que não correspondiam às exigências da lei. O fato configura crime de improbidade administrativa, conforme descrito em lei.

O vereador e líder da oposição, Jonas Castro, também sempre dá um jeito de sabotar a administração atual. Ele e demais vereadores (Patrícia Lopes, Riceli Pontes, Assis Arruda, Fernando Vieira Júnior, Inês Sampaio, Anderson Leal) tiveram suas contas reprovadas com condenação a multas e ressarcimentos pelo pleno do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui