Conheça os cuidados que se deve ter com a piscina inflável para crianças

Instalação, limpeza e manutenção são itens fundamentais - Foto: Divulgação

O verão está chegando e com ele também chegam as altas temperaturas. E, para quem possui pouco espaço ou não pode planejar e executar uma construção de uma piscina em casa, uma sugestão muito prática e fácil são as piscinas infláveis para as crianças.

Disponíveis em diversos modelos, podem variar de 25 litros (para bebês) a 20 mil litros (para toda a família). É uma ótima forma de se refrescar no calor. Apesar disso, existem alguns cuidados que devem ser tomados.

Se você já tiver comprado o produto, a primeira dica está na instalação. Coloque-a em uma superfície lisa ou em cima de uma lona. Essa medida será necessária para evitar que o plástico entre em contato com pedregulhos e outros objetos cortantes no chão ou no solo. Há muitas piscinas infláveis com alta durabilidade e resistência, mas mesmo nesses casos o ideal é prevenir. Apesar disso, boa parte das piscinas vem com um kit de reparos para vedar rupturas.

No momento da instalação, não hesite em pedir ajuda, caso seja uma piscina inflável grande. Alguns modelos podem ser instalados por apenas uma pessoa, mas outros necessitam de auxílio por causa das estruturas metálicas. Se deixar o equipamento montado por vários dias, não se esqueça de cobrir a piscina com uma lona. Tal medida é importante para evitar que insetos e folhas caiam na água durante a noite. De tempos em tempos, também a esvazie para realizar uma limpeza mais adequada. Para encher novamente, prefira um compressor de ar.

Instalação, limpeza e manutenção são itens fundamentais – Foto: Divulgação

Outro ponto muito importante para quem tem uma piscina — seja ela portátil ou permanente — é garantir a qualidade da água. A manutenção deve ser feita de forma adequada, a fim de diminuir o risco de contaminação pelos pais ou pelas crianças. Nesse sentido, adicione uma uma colher de sopa (15 ml) de cloro líquido para cada mil litros de água. Se optar por água sanitária, recomenda-se 60 ml para cada mil litros de água por dia.

Depois de colocar os produtos, a piscina deve ficar interditada por dez horas. É por este motivo que o recomendado é fazer essa manutenção durante a noite, quando ninguém vai utilizá-la. A periodicidade da utilização desse tipo de produto depende da frequência de uso. Se ela for usada com frequência, a indicação é tratar a água todos os dias.

Uma vez na semana, considere também adicionar o algicida, um produto que evita a proliferação de algas, responsáveis por aquela coloração esverdeada que pode ser visualizada depois de um determinado tempo na água. O pH é outro atributo importante da qualidade da água — ele deve estar entre 7 e 7,4. Portanto, se for necessário, considere adicionar um elevador de pH, composto por carbonato de sódio.

A higienização física também deve ser realizada, até mesmo porque os produtos não são capazes de dar conta de toda a manutenção da piscina inflável, sobretudo se ela for de um tamanho indicado para a família. Escovar as laterais e o fundo da piscina é importante para retirar as pequenas algas; já a peneira e o aspirador podem retirar e sugar os resíduos no fundo, como folhas e galhos.

Por fim, exceto em piscinas pequenas, avalie a possibilidade de ter um sistema de filtros. Para aquelas com mais de 2,5 mil litros, deixar a filtragem ativada por três horas diárias é o recomendado. Para armazenar a piscina inflável depois do uso, esvazie-a e limpe-a sem usar produtos abrasivos. Guarde-a depois que ela estiver completamente seca em um local seco e longe de objetos cortantes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui