Criança de 3 anos some de escola e é encontrada em terreno baldio

Ainda não se sabe como a menina saiu da escola - Foto: Divulgação/G1

Uma menina de 3 anos de sumiu da escola municipal Maria de Fátima Faria de Andrade, no bairro Centenário, zona Oeste, na tarde dessa quarta-feira (30) em Boa Vista. A criança foi encontrada em um terreno baldio por uma mulher ainda na mesma tarde.

Nessa quarta começou o ano letivo 2019 nas escolas da prefeitura e também seria o primeiro dia de aula da criança, afirmou ao G1 o pai dela, o operador de máquina Edmilson dos Reis.

Reis disse que ele a esposa deixaram a menina na escola por volta de 13h45. A mãe entrou com a filha na sala de aula, deixou ela sentada na mesa e foi embora.

O sumiço da menina só foi percebido no fim do dia, quando a mãe retornou à escola para buscá-la, por volta de 17h40.

“Minha esposa chegou na escola e foi até a sala. Ela perguntou por nossa filha e a professora disse que ela estava no banheiro. A mãe foi até o banheiro, ela não estava lá. Quando retornou para a sala, não souberam dizer onde ela estava”, disse o homem, que já denunciou o caso à Polícia Civil, Ministério Público e Conselho Tutelar.

A prefeitura de Boa Vista informou em nota que “está apurando todos os fatos para identificar os responsáveis por meio de um processo de sindicância, o qual já foi aberto na data de hoje. Todos os procedimentos legais estão sendo tomados”.

Segundo Reis, a mãe e um irmão da criança, que também tinha ido buscar a irmã, começaram a procurar pela menina. A direção da escola recorreu às câmeras de segurança, mas só conseguiu ver quando a criança chegou à unidade.

“Começou o desespero e foram olhar as câmeras. Foi somente nessa hora que sentiram falta da menina”, contou o pai, que correu para a escola logo que soube a filha não estava na unidade.

Ainda não se sabe como a menina saiu da escola – Foto: Divulgação/G1

Ele disse que, imediatamente, ligou para o 190. Enquanto falava com o atendente, uma mulher também ligou para a polícia informando que havia achado uma criança em uma terreno baldio no mesmo bairro da escola.

“Ele [atendente do 190] me deu o endereço dessa senhora que havia encontrado uma criança. Fui até lá e quando cheguei era minha filha. Essa senhora me contou que achou minha filha no sol quente, toda suada, em um terreno baldio. Poderia ter acontecido o pior com essa criança”, afirmou.

Ainda não se sabe como a menina saiu da escola. Receosos, os pais não levaram a criança para a escola nesta quinta-feira (31) e até pensam em transferi-la para outra unidade.
“Era para ser um dia feliz, o primeiro dia de aula da nossa filha. Agora, só espero Justiça. Se deixei minha filha dentro do colégio, era para eu encontrá-la dentro do colégio”.

O pai registrou um Boletim de Ocorrência no 5º Distrito Policial. A Polícia Civil informou que o caso será encaminhado para o Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente para ser investigado.

O Ministério Público informou que diante da reclamação do pai da criança, a Promotoria de Justiça da Infância e da Juventude intimou a gestão da escola a fim de que preste esclarecimentos sobre o fato, para posterior adoção das medidas cabíveis.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui