Crianças e adolescentes venezuelanos terão evento em alusão ao Dia Mundial do Refugiado

Foto: Reprodução

Em homenagem ao Dia Mundial do Refugiado, celebrado amanhã (20), a Aldeias Infantis, por meio do projeto Súper Panas, idealizado pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), visando promover a conscientização e espaços recreativos em alusão à data, promove a Semana do Refugiado.

O evento terá diversas atividades para crianças e adolescentes indígenas venezuelanos da etnia Warao e não-indígenas, que residem nos abrigos em Manaus, no Amazonas, e Belém, no Pará.

A programação da semana em homenagem ao Dia Mundial do Refugiado conta com rodas de conversa sobre direitos do refugiado e migrante, exibição de filmes, narração de histórias e diversas dinâmicas, para que essas meninas e meninos possam aprender brincando.

Em Manaus, as atividades de recreação acontecem nos quatro espaços do projeto: Terminal Rodoviário, Posto de Interiorização e Triagem para Imigrantes (Pitrig), localizados na zona Centro-Sul; e em dois abrigos situados no bairro Tarumã Açu, zona Oeste da cidade. Em Belém, as ações acontecem em quatro espaços da capital paraense e em três comunidades do município de Ananindeua, situado na região metropolitana.

No contexto da emergência migratória, o Brasil registra, até o momento, a entrada de mais de 264.000 migrantes, refugiados e requerentes de asilo venezuelanos. Estima-se que cerca de 30% desta população seja composta por crianças e adolescentes. Atualmente, estima-se que 25.000 residam no Amazonas, principalmente em Manaus; e quase 1.000 no Pará, em sua maioria, em Belém.

Recentemente, o Brasil reconheceu 21 mil venezuelanos como refugiados, em uma decisão inédita reconhecida pelas Nações Unidas como fundamental dado o contexto de emergência e as necessidades de proteção internacional desta população.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui