Criptomoedas desabam e mercado perde U$$ 200 bilhões em 24 horas

Foto: Reprodução

Uma venda massiva de criptomoedas levou a perdas de US$ 200 bilhões no mercado em apenas 24 horas, segundo estimativas do site CoinMarketCap.

O gatilho para as vendas em série foi o colapso da TerraUSD, uma moeda digital ancorada no dólar e, por isso, classificada como uma stablecoin.

O debacle da TerraUSD contaminou todo o mercado de critpomoedas: o Bitcoin desabou 10% para o menor patamar desde dezembro de 2020 e o Ethereum chegou a cair 16%.

E as perdas podem continuar nas próximas horas. Nos mercados asiáticos, as ações de empresas ligadas a critpomoedas tiveram forte queda na manhã desta quinta-feira.

Os papéis da BC Technology, fintech que trabalha com plataformas de blockchain e que negocia ativos digitais, caíram 6,7% na Bolsa de Hong Kong. O japonês Monex Group – dono dos marketplaces de criptoativos TradeStation e Coincheck – viu suas ações caírem 10%.

Com os bancos centrais acelerando a alta de juros em todo o mundo, para lidar com o aumento da inflação em vários países, os criptoativos estão sofrendo fortes perdas.

Juros mais altos fazem com que aplicações mais conservadoras, como títulos de governos, se tornem mais rentáveis, levando os investidores a saírem de ativos de riscos, num movimento conhecido no mercado como “fuga para a qualidade”.

O Globo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui