Denúncia anônima leva à apreensão de entorpecentes comercializados, em residência

Material drogas e dinheiro apreendidos/Foto: PC
Material drogas e dinheiro apreendidos/Foto: PC
Material drogas e dinheiro apreendidos/Foto: PC

A equipe de investigação do 22º Distrito Integrado de Polícia (DIP) apreendeu, na quarta-feira (04), entorpecentes, material para produção de drogas e dinheiro proveniente do tráfico em uma quitinete alugada, localizada no beco Carambola, conjunto Vila Amazonas, no bairro Nossa Senhora das Graças, na Zona Centro-Sul.

Há cerca de 15 dias, a delegacia recebeu denúncias anônimas, informando que em um imóvel situado no endereço, havia indícios de comercialização de entorpecentes. Foi então instaurada uma investigação coordenada pela Delegada Titular do 22º DIP, Sylvia Laureana, com o objetivo de averiguar as informações da denúncia. Na tarde de hoje a equipe de Policiais Civis se dirigiu ao local.

Por se tratar de um local de difícil acesso, os Policiais Civis foram logo percebidos e duas suspeitas que estavam na quitinete fugiram pelos fundos da residência. A equipe de investigação realizou uma revista minuciosa no imóvel, e apreendeu 58 trouxinhas com aspecto de pasta à base de cocaína; 152 trouxinhas de droga com característica de oxi; uma balança de precisão; R$ 165 em dinheiro e R$ 70 em moedas, além de documentos pessoais das mulheres.

Elas foram identificadas como Diana Ferreira da Silva, 30, e Nircleia Souza de Assunção, 22. Diana segundo a polícia é conhecida no bairro por pertencer a uma família de traficantes que já estava sendo investigada pelo 22º DIP.

A proprietária do imóvel onde o material ilícito foi encontrado, contou às autoridades que Diana alugou a quitinete há cerca de um mês e não imaginava que isso ocorreria.

As investigações estão em andamento para requerer à justiça um mandado de prisão preventiva contra Diana e Nircleia. “Estamos intensificando os trabalhos para dificultar o comércio de drogas nessa área. Pedimos que quem possuir informações sobre as foragidas, entre em contato conosco pessoalmente ou pelo Disque Denúncia”, informou Sylvia Laureana.

Quem puder colaborar com informações sobre as duas foragidas entre em contato por meio do Disque Denúncia da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), número 181. A Polícia Civil assegura total sigilo da identidade dos informantes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui