Envolvidos em homicídio, porte ilegal de armas e tráfico, presos na ZL

Keverson e Bruno, presos na Zona Leste/Foto: PC

O delegado titular do 25º Distrito Integrado de Polícia (DIP), da Polícia Civil/AM, Aldeney Goes, apresentou na tarde de hoje, quarta-feira (20), Kerveson Dantas Batista, de 20, envolvido em crime de homicídio e receptação, e Bruno Conceição das Neves, de 23 anos, pelo crime de porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas. Ambos foram presos na zona Leste da capital.
De acordo com a autoridade policial, Kerveson foi preso por policiais militares da 25ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), na manhã da última terça-feira, 19, por volta das 11h, na Rua Contorno Norte, localizada no bairro Armando Mendes. Na ocasião, o rapaz estava com um veículo, modelo CrossFox, de cor cinza e placas NOT-1676, roubado no dia 13 de maio deste ano, no bairro Zumbi dos Palmares. Juntamente com ele foram presos ainda Adriano de Almeida Xavier, 18; Sandro Almeida de Souza, 23; e Júlio César Fortes Zurra, 20.

“No momento que recebemos a situação da prisão do quarteto e a apreensão do veículo, que estava com a placa adulterada, reconhecemos o automóvel como sendo o utilizado na noite da última segunda-feira durante um homicídio ocorrido no Zumbi dos Palmares”, informou o delegado Aldeney.

Ainda segundo o delegado, o homicídio ocorreu no dia 18 de maio, por volta das 19h, na Rua Joana D´Arc, situada no bairro Zumbi dos Palmares. Na ocasião, o veículo teria se aproximado da vítima identificada como Bruno Leonardo Lopes Coelho, que tinha 25 anos. Uma pessoa que estava dentro do automóvel teria alvejado o rapaz com quatro tiros. Bruno veio a óbito no local.

Durante depoimento, Kerveson confessou a autoria do homicídio e informou ainda que a arma utilizada no dia do crime estava guardada com um colega dele. No endereço indicado, na Rua Maurício Lopes do mesmo bairro, os policiais encontraram o revólver calibre 38 com numeração raspada em posse de Bruno Conceição das Neves. No local foram apreendidas ainda nove porções pequenas e uma porção grande de substância com aparência de maconha.

“Ao confessar a autoria do homicídio, Kerveson informou ainda que o motivo seria uma dívida de R$350 que Bruno Coelho tinha com um traficante que ele não soube identificar”, acrescentou o delegado.

Na unidade policial, Kerveson, Adriano, Sandro e Júlio foram autuados por receptação e Kerveson foi indiciado por homicídio. Bruno das Neves responderá por porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas. Ao término dos procedimentos legais, todos serão encaminhados à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde deverão ficar à disposição da Justiça.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui