Especialistas temem que auxílio leve risco para indígenas

Foto: Reprodução

O pagamento de benefícios sociais e o auxílio emergencial pode fazer com que indígenas se desloquem para as cidades da Amazônia. O fato pode contribuir para a proliferação do coronavírus entre os indígenas e acelerar o avanço da pandemia na região.

A Fundação Nacional do Índio (Funai) orienta aos povos que não se desesperem e permaneçam em suas localidades. No Amazonas, por exemplo, os indígenas já receberam a recomendação para ficar em isolamento nas aldeias.

O Estado é um dos que mais acumula casos de covid-19 no Brasil. Além disso, o Amazonas, que concentra a maior população indígena do Brasil, tem a maior taxa de incidência da doença do país (19,1 casos/100 mil habitantes). O estado também tem pelo menos quatro casos confirmados de indígenas infectados pela doença.

Em tempos de proliferação do coronavírus, os povos indígenas são tidos como vulneráveis por conta do histórico das etnias em relação a outras síndromes gripais como a Influenza A e B e o H1N1. Até quarta-feira (8),o Brasil tinha sete casos confirmados de indígenas com a doença.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui