Estado garante o pagamento de mais de R$ 29 milhões a empresas médicas

Foto: Maurílio Rodrigues/Secom

O governador Wilson Lima participou, no início da tarde desta quinta-feira (04/06), de uma reunião com representantes de empresas médicas que prestam serviço ao Governo do Amazonas, na qual garantiu o pagamento de R$ 29.856.683,60 a partir da próxima semana. Os valores são referentes ao mês de março.
Wilson Lima estava acompanhado da secretária Simone Papaiz, titular da Secretaria de Estado da Saúde (Susam), e dos secretários executivo e executivo de Assistência à Capital da pasta, Marcellus Campêlo e Thales Schincariol, respectivamente. O governador ressaltou que vem trabalhando para colocar os pagamentos da secretaria em dia.
“A minha ideia é que, daqui algum tempo, esse fluxo se torne automático e a gente não precise estar aqui falando de pagamento, mas discutindo estratégias de atuação. Esse não foi um problema que eu criei, mas que herdei e que estou, junto com a minha equipe, trabalhando para corrigir algo histórico na Secretaria de Saúde”.
Foto: Maurílio Rodrigues/Secom
O governador reforçou o compromisso de manter o diálogo com as empresas prestadoras de serviço médicos, de enfermagem, fisioterapia, entre outras, com a manutenção de reuniões quinzenais com os representantes, e afirmou que continuará trabalhando de forma incansável para tornar o sistema de saúde do Amazonas mais eficiente.
“Vocês podem ter certeza de que vou comprar a briga necessária para resolver essa questão da saúde, que será resolvida. Vamos encontrar o caminho e soluções para que isso seja equacionado, mas isso não acontece de uma hora para outra”.
Prazo e pagamento – A secretária de Saúde, Simone Papaiz, lembrou que o Estado tem feito uma série de pagamentos, entre eles de exercícios anteriores à atual gestão estadual, justamente para acertar esses desencontros de datas.
Simone Papaiz destacou ainda que a pactuação feita anteriormente para a quitação de débitos de 2019 tem sido cumprida pela secretaria, e ressaltou que a Susam tem trabalhado nos últimos dois meses, em paralelo às ações de enfrentamento ao Covid-19, para a correção dos fluxos de tramitações dos processos, justamente para diminuir o tempo de liberação de pagamentos.
“Entendemos que existe a necessidade na melhoria do fluxo de trabalho interno da secretaria. Mas, desde que chegamos, estamos avaliando todos os processos físicos de exercícios passados e agindo no desenvolvimento de ferramentas que, em breve, vão gerar uma agilidade no andamento de todos os contratos”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui