Fla x Galo, Cruzeiro x Santos, valendo vagas na final da Copa do Brasil

Jogos de ida no Maracanã e Mineirão/Foto: Reprodução

Jogos de ida no Maracanã e Mineirão/Foto: Reprodução
Jogos de ida no Maracanã e Mineirão/Foto: Reprodução

Há mais de 30 anos, Flamengo e Atlético-MG iniciaram uma rivalidade de alta intensidade. Na decisão do Campeonato Brasileiro de 1980, vitória rubro-negra por 3 a 2 no Maracanã, diante de 150 mil espectadores. Hoje, quarta-feira, às 20h00 (de Manaus), no mesmo estádio, os clubes se reencontram em mais um confronto eliminatório, no jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil.

Nos anos 80, foram ainda mais três duelos eliminatórios entre os dois clubes. O Flamengo levou vantagem no jogo extra da Taça Libertadores de 1981, marcado por uma grande polêmica de arbitragem, e na semifinal do Brasileiro de 1987. Já o Atlético-MG venceu o confronto das oitavas de final do Brasileiro de 1986.

O último encontro em um confronto eliminatório aconteceu em 2006. Nas quartas de final da Copa do Brasil, o Flamengo venceu por 4 a 1 no Maracanã e empatou em 0 a 0 no Mineirão para se classificar. A campanha terminou com a conquista do título.

Nas quatro vezes em que o Flamengo superou o Atlético-MG em um confronto eliminatório acabou conquistando o título. Com o apoio da Nação no jogo de ida nesta quarta-feira, a expectativa é de que o feito se repita e termine com o mesmo desfecho. Da mesma forma que aconteceu em 2013, quando o time estava longe de apresentar segurança em campo, mas era carregado pela arquibancada na competição.

Do outro lado, o Atlético-MG espera por um fim nessa sina. Depois de superar o Corinthians nas quartas de final da Copa do Brasil, em um confronto marcado pelo lema do “Eu Acredito”, imortalizado na Libertadores de 2013, o time ganhou ainda mais corpo e moral e tem a campanha de reação no Campeonato Brasileiro para servir de  apoio na disputa.

O paulista Luiz Flávio de Oliveira (ASP-Fifa) apita a partida, auxiliado pelo baiano Alessandro Rocha de Matos (Fifa) e o paulista Emerson Augusto de Carvalho (Fifa).

Escalações

Flamengo: apesar do mistério feito pelo técnico Vanderlei Luxemburgo, a base deve ser mantida para o jogo, principalmente, por ter poupado a maioria dos jogadores no clássico com o Botafogo. O time formará com Paulo Victor, Léo Moura, Chicão, Samir e João Paulo; Cáceres, Canteros, Márcio Araújo e Everton; Gabriel e Eduardo da Silva.

Atlético-MG: em relação ao time que venceu o Sport, no último final de semana, o técnico Levir Culpi vai promover o retorno dos suspensos Edcarlos, Luan e Diego Tardelli. O Galo vai a campo com: Victor; Marcos Rocha, Jemerson, Edcarlos e Douglas Santos; Josué, Dátolo, Luan, Maicosuel e Tardelli; Carlos.

Por Tríplice Coroa e salvação, Cruzeiro e Santos duelam na Copa do Brasil

Na outra partida das semifinais, Cruzeiro e Santos duelam, no mesmo horário, às 20h00 (horário de Manaus), no Mineirão, disputando a vaga para a decisão do títuloda Copa do Brasil.

Para a Raposa, avançar à decisão significa manter vivo o sonho de conquistar a Tríplice Coroa (já conquistou o Mineiro e é favorito ao título do Brasileirão) e repetir feito de 2003. Já o Peixe tem como meta salvar a temporada, pois ainda não levantou troféus neste ano. Além disso, a equipe santista mira vaga na Taça Libertadores via título da Copa do Brasil: a chance da equipe alvinegra terminar o ano entre os quatro primeiros do Brasileirão é quase nula.

Marcelo de Lima Henrique (RJ) será o árbitro da partida, auxiliado por Rodrigo Pereira Joia (RJ) e Rodrigo Henrique Correa (RJ). O GloboEsporte.com acompanha a partida em Tempo Real, com vídeos, a partir das 20h (horário de Brasília). A TV Globo transmite para São Paulo e para as regiões de Coronel Fabriciano e Montes Claros, em Minas Gerais. O SporTV 2 mostra o duelo para todo o Brasil.

Escalações

Cruzeiro: o técnico Marcelo Oliveira tem apenas uma dúvida no time: Marcelo Moreno ou Júlio Baptista. O titular sente dores na coxa e ainda não foi confirmado. Se Moreno for vetado, Júlio voltará após mais de um mês fora por lesão. A Raposa deve ter: Fábio; Mayke, Dedé, Léo e Egídio; Henrique e Lucas Silva; Éverton Ribeiro, Ricardo Goulart e Willian; Marcelo Moreno (Júlio Baptista).

Santos: o técnico Enderson Moreira irá manter a formação com três atacantes, mesmo jogando fora de casa. O Santos entra em campo com: Aranha; Cicinho, Edu Dracena, David Braz e Mena; Alison, Arouca e Lucas Lima; Rildo, Gabriel e Robinho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui