Gabigol é convocado para amistosos Seleção contra Senegal e Nigéria

Gabigol (André Durão/GloboEsporte) e convocação da seleção brasileira (Pedro Martins/MoWA Press)

O técnico Tite convocou hoje (20) a seleção brasileira para os amistosos contra Senegal e Nigéria, que serão realizados nos dias 10 e 13 de outubro, respectivamente, em Cingapura. A maior novidade da lista foi a convocação de Gabigol, do Flamengo, artilheiro do Campeonato Brasileiro.

Além do atacante, o treinador também chamou o zagueiro Rodrigo Caio, do Flamengo, e outros cinco jogadores que atuam no futebol brasileiro: Weverton, goleiro do Palmeiras, Santos, goleiro campeão da Copa do Brasil pelo Athletico-PR, Daniel Alves, do São Paulo, e a dupla Everton e Matheus Henrique, do Grêmio. “Deixando bem claro que é uma fase de preparação, oportunidades para nas competições oficiais todos estarem no mesmo patamar de exigência”, disse Tite.

Com isso, os cinco clubes terão desfalques no Campeonato Brasileiro. Os convocados participam da 23ª rodada do torneio, marcada para os dias 5 e 6 de outubro, mas perdem os jogos da 24ª rodada (9 e 10 de outubro) e da 25ª rodada (12 e 13 de outubro). Com isso, o Palmeiras não terá Weverton contra o Santos, no dia 9, Daniel Alves não joga o clássico contra o Corinthians, no dia 13, mesmo dia em que Gabigol e Rodrigo Caio não enfrentarão o Athletico do também ausente goleiro Santos. O Grêmio de Cebolinha e Matheus Henrique encara Ceará e Atlético-MG nas duas rodadas.

Tite na convocação da seleção brasileira — Foto: Pedro Martins / MowaPress

Ao ser questionado sobre a convocação dos atletas do Brasileirão com o campeonato em andamento, Tite citou a pressão para convocar e não convocar alguns atletas. “Eu sinto isso, sim. Na minha resposta, eu não quero ser politicamente correto porque isso é pejorativo. Ser politicamente correto e ser justo são coisas diferentes, há uma diferença grande. Quero ser ético e educado. Tinha torcedor do Flamengo que olhava para mim: ‘O Gabriel está jogando muito’. Acompanhei in loco. Eles olharam para mim e falavam: “Pô, Gabigol está jogando muito. Rodrigo está de volta. Olha o Filipe’. Aí, de repente, eu estou assistindo ao jogo, e ele olha para mim e fala: ‘Gabriel não! Gabriel, não!’ Eu tenho uma responsabilidade grande e quero premiar quem merece. Mas tenho situação de bom senso em relação às equipes. Matheus, Cebolinha. Seguramos na final da Copa do Brasil, pela dimensão. Imagina convocar esses nessa situação?”, explicou Tite.

Fonte: UOL

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui