Inflação de 2021 é a maior desde 2015 e fecha com alta de 10,06%

A meta de inflação do Banco Central para o ano passado era de 5,25% no máximo - foto: recorte/montagem

Como resultado direto da política econômica de Bolsonaro (PL) e do ministro da Economia, Paulo Guedes, a inflação, materializada pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), fechou 2021 com alta de 10,06%.

O índice não era tão alto em um ano desde 2015, quando chegou em 10,67%. Em 2020, a inflação foi de 4,52%.

O resultado ficou muito acima da meta estabelecida pelo Banco Central, que era de 3,75%, com margem de tolerância de 1,5 ponto percentual para mais ou para menos. Assim, segundo a meta do BC, a inflação poderia chegar a 5,25% no máximo.

Em dezembro, a inflação ficou em 0,73%, após registrar 0,95% em novembro.

Os dados foram divulgados nesta terça-feira (11) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Assine o 247apoie por Pixinscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui