Inflação de SP deve incorporar desconto da Sabesp

Com a situação crítica dos reservatórios da capital paulista, a Sabesp decidiu conceder um desconto na fatura
Paulo Whitaker/Reuters

O coordenador do IPC (Índice de Preços ao Consumidor) da Fipe (Fundação Instituto de Pesquisa Econômicas), Rafael Costa Lima, afirmou nesta quarta-feira (9), que o indicador de inflação paulistano deverá incorporar, em breve, os efeitos do desconto que a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico de São Paulo) está concedendo para o consumidor que vem economizando água na capital paulista.

Em entrevista ao Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, ele adiantou que o instituto está planejando ter, para maio, uma medida do impacto relacionado ao benefício dado pela empresa.

— É difícil por não termos uma base fixa dos consumidores que estão se beneficiando disso. O que estamos tentando fazer é exatamente juntar esta base, acompanhando uma amostra. Temos um cadastro de domicílios pela POF (Pesquisa de Orçamento Familiar) e algumas pessoas estão passando o número do registro. Se pegarmos isso, conseguimos avaliar o histórico de consumo dos últimos 12 meses e pegar quem está no esquema de desconto.

Leia mais sobre Economia e ajuste suas contas

Com a situação crítica dos reservatórios que abastecem a capital paulista (especialmente o Sistema Cantareira), a Sabesp decidiu, em fevereiro, conceder um desconto de 30% na fatura de água e esgoto para os consumidores abastecidos pelo sistema que economizassem 20% de seu gasto médio mensal. No fim de março, a companhia ampliou o universo de clientes com desconto, concedendo o benefício para clientes de outros sistemas, como o Alto Tietê.

De acordo com o coordenador do IPC, com a incorporação do benefício, é bem provável que seja observado um alívio na inflação paulistana, já que as contas de água e esgoto estão vindo mais baratas para alguns consumidores e este item no indicador da Fipe tem peso importante, de 1,82%. “O desconto da tarifa é de 30%. Se 10% das pessoas da pesquisa estiverem conseguindo fazer a economia de água e obtendo o desconto, isso geraria uma queda de aproximadamente 3% para o item no IPC”, calculou.

No índice da primeira quadrissemana de abril, que registrou taxa geral de 0,73% ante 0,74% do fim de março, o grupo Habitação, que contém o item Água e Esgoto, apresentou baixa de 0,13% ante variação negativa de 0,01%. O item, por sua vez, repetiu a variação zero observada no fim de março.

Seja [email protected] de boas notícias. R7 Torpedos

Moda, esportes, política, TV: as notícias mais quentes do dia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui