Jogadoras da Superliga Feminina de Vôlei em Manaus apresentam números

Jogadoras estão ansiosas pelo ‘calor humano’/Foto: Divulgação

Daqui há 9 dias, Manaus recebe a Superliga Feminina de Vôlei entre São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP) x Vôlei Nestlé (Osasco/SP). O jogo, marcado para o dia 7 de janeiro, será o primeiro da temporada 2017 destes dois clubes e acontecerá a partir das 20h, na Arena Amadeu Teixeira, localizada na Loris Cordovil. O evento recebe apoio do Governo do Amazonas, via Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), e os ingressos para a disputa estão à venda em ponto físico e site.

O Vôlei Nestlé encerrou o ano em segundo lugar na classificação geral, com 24 pontos (oito vitórias e duas derrotas), e o último jogo das meninas foi no dia 22 de dezembro contra o Genter Vôlei Bauru, quando venceram por 3 sets a 0 (25/22, 25/18 e 25/13). Com o resultado, Camila Brait, do Vôlei Nestlé, está no topo, sendo considerada a melhor defensora dessa edição da Superliga com 41,20% de aproveitamento. Em outubro, a líbero já havia sido eleita a melhor jogadora em quadra, conquistando o Troféu VivaVôlei, programa de responsabilidade social da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) que atende crianças de 7 a 14 anos por meio de escolinhas de vôlei.

“A Camila Brait é uma jogadora muito inteligente e sagaz, completa muito bem a equipe do Osasco, que vai vir muito forte para a primeira disputa do ano. Porém, do outro lado temos o São Caetano, com um time renovado e que está com sede de chegar a oitava colocação e, assim, subir cada vez mais na tabela. Quem for conferir a partida, com certeza vai se surpreender com a qualidade técnica, desempenho e força das equipes. É um jogo de pura emoção e qualidade”, avaliou o presidente da Federação Amazonense de Vôlei (FAV), Tadeu Picanço.

Campeã olímpica em Londres 2012, Tandara é outro nome forte que chegou este ano no time do Osasco e que vem a Manaus. A oposta vinha negociando desde o final de 2015 com o Nestlé e antes ela atuava no Minas. A atleta de 27 anos já teve passagem pelo time paulista em 2007, quando foi campeã estadual e vice da Superliga, mas ficou apenas uma temporada no clube. Agora, nove anos depois, a experiência em quadra é sua principal característica. Atualmente, ela é considerada a jogadora de maior potência no Brasil, sendo duas vezes consecutivas a maior pontuadora da Superliga Feminina de Vôlei.

Jogadoras estão ansiosas pelo ‘calor humano’/Foto: Divulgação

São Caetano

O São Caetano se despediu de 2016 com derrota e ela veio após a equipe enfrentar o Terracap/BRB/Brasília Vôlei, quando perdeu por 3 sets a 2 (25/27, 14/25, 25/19, 25/16, 15/10), pela décima rodada do turno. O resultado colocou o time do ABC Paulista na nona colocação da tabela, com nove pontos (três resultados positivos e oito negativos). Para a levantadora Diana, que estava em Manaus quando o São Caetano jogou contra o Dentil/ Praia Clube, a tendência é a equipe crescer no próximo turno.

“O Haírton Cabral (treinador) passa muita confiança para o nosso grupo. Conseguimos organizar o nosso time durante o turno e estamos em evolução”, disse a levantadora de 1,78, que até agora soma 29 pontos de desempenho, sendo oito de ataque, 14 de saque e sete de bloqueio. A experiente jogadora retornou este ano para o time do ABC paulista e tem um currículo extenso, somando inclusive passagens por quatro times da Europa. A pernambucana está com 31 anos e atuou pelo Club Sports da Madeira (Funchal, Ilha da Madeira – Portugal), Playa de Las Canteras (Las Palmas, Ilhas Canárias – Espanha), G. S. Keratea (Keratea – Grécia) e Panathinaikos F. C. (Atenas -Grécia).

Outro nome forte do São Caetano e que também fez sucesso quando esteve na capital amazonense foi Nikolle Del Rio. A ponteira foi simpática com os fãs amazonenses desde sua chegada e após o jogo contra o Dentil foi uma das mais assediadas, distribuindo selfies, autógrafos e sorrisos.

“A torcida em Manaus foi linda, pois recebemos não só o calor da terra, mas principalmente o calor humano, e eu espero que o próximo jogo seja também de muito carinho com nós jogadoras. Desejo que os jogos em Manaus possam ser uma sementinha de bons frutos e é muito bom poder retornar ao Norte do País”, destacou. A mineira chegou para reforçar o time do ABC paulista este ano e tem passagens por algumas equipes brasileiras, como Finasa/Osasco, Pinheiros/Blausiegel e Sport Recife.

Ingressos

Os ingressos para a Superliga estão sendo vendidos na bilheteria da Arena Amadeu Teixeira (Flores), das 9h às 18h, nos dias de semana e aos sábados. Até o momento, quase 600 ingressos foram adquiridos pela população.

Os tickets para o jogo de janeiro, entre São Caetano x Vôlei Nestlé, tem valor único de R$30 (arquibancada superior), R$50 (arquibancada inferior), R$100 (área vip). Os valores correspondem para os já beneficiários de meia-entrada (idosos, terceira idade, estudantes, PCDs) e o público em geral mediante a 1 kg de alimento não perecível. Aqueles que na hora da compra não apresentarem o alimento pagam inteira.

O público ainda tem a opção de realizar a compra também pelo site http://www.guicheweb.com.br/. Os bilhetes poderão ser adquiridos no dinheiro ou cartão de crédito.

Os ingressos para São Caetano x Rexona, partida de fevereiro, serão anunciados posteriormente.

Ingressos/ Valores

Arquibancadas Superior
Preço único de R$30

Arquibancada Inferior
Preço único de R$50

Entradas VIP (cadeira)
Valor: R$100

Superliga

Elenco Vôlei Nestlé 2016/2017:

Dani Lins
Camila Brait
Gabi
Saraelen
Carol Albuquerque
Tandara
Paula Borgo
Clarisse
Bia
Nati Martins
Bruna Neri
Malesevic
Bjelica
Gabriela Zeni

Elenco São Cristóvão Saúde/São Caetano 2016/2017:

Nikolle
Victoria
Glaucielle
Angelica
Stefany
Edinara
Caroline
Fernanda
Andressa
Erika
Paula
Camila
Diana
Majorie
Ana Flavia
Laisa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui