Licitação para materiais de limpeza põe Prefeitura de Anori na mira do MPC

Foto: Reprodução

A compra de materiais de higiene e limpeza em Anori (a 200 quilômetros de Manaus) colocou a prefeitura na mira do Ministério Público de Contas do Amazonas (MPC-AM). De acordo com o órgão houve irregularidades no processo que teve o valor de R$ 1,6 milhão.

As suspeitas dizem respeito às empresas Romualdo Marcião de Almeida Filho ME e José Raimundo Alves Lopes ME, pelos valores de R$ 350.170,00 e R$ 1.335.790,00, respectivamente. Ambas venceram o pregão presencial de n° 008/2021 que tinha como objeto o “Registro de Preços para eventual aquisição de materiais de higiene e limpeza, visando atender as necessidades da Prefeitura Municipal de Anori.”

Conforme o órgão ministerial, a suspeita é de prática ilegal de procedimento licitatório restritivo da ampla concorrência, uma vez que a escolha pelo pregão presencial prejudicou a competitividade do certame, na medida em que somente as duas empresas vencedoras compareceram. Além disso, não houve comprovação de capacidade técnica para prestar o serviço e aponta ausência de cumprimento das normas técnicas do edital, que comprovem que todos os itens possam ser entregues.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui